Rio Branco, Acre, 21 de abril de 2021

Venda de caixões em Cruzeiro do Sul dobra durante pandemia do novo coronavírus

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Por Redação Juruá Em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Antes da pandemia da Covid-19, uma funerária de Cruzeiro do Sul vendia, em média, 18 caixões por mês. Agora, esse número dobrou. O estoque da funerária subiu de 300 para 500. As informações são do empresário João Ferreira.

E com o aumento da venda, o lucro também aumentou. Porém, o empresário afirma que os números não são para comemorar. “É um lucro triste”, disse o empresário que está com Covid-19. Ele, a esposa e o filho foram infectados.

O empresário conta que precisou fazer um investimento de R$ 20 mil para se adequar as novas normas sanitárias. O número de funcionários também subiu, já que os enterros precisam ocorrer logo após a morte, independendo do horário.

“Meu ramo de negócios é caixão, que está aquecido nesse momento de pandemia com tantas mortes. Já é um momento difícil, então fazemos nosso melhor e o investimento é para prestar um serviço cada vez melhor para quem pode e para quem não pode pagar”, explicou o empresário que também oferta os caixões através da Prefeitura.

  • Com informações de Sandra Assunção.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.