Rio Branco, Acre, 21 de abril de 2021

Aeroportos de Rio Branco e Cruzeiro do Sul são privatizados após serem arrematados em leilão

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Redação Juruá em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

A partir de agora os aeroportos de Rio Branco e Cruzeiro do Sul serão administrados pela empresa francesa Vinci Airports. A compra foi efetivada em leilão do governo federal nesta quarta-feira, 7.

O leilão do Bloco Norte, que inclui os dois aeroportos do Acre, de Manaus, Tabatinga (AM), Tefé (AM), Porto Velho (RO) e Boa Vista (RR)., foi arrematada por R$ 420 milhões, num ágio de 777,47%. Ao todo, o governo brasileiro arrecadou mais de R$ 3,3 bilhões com o leilão de 22 aeroportos.

A Companhia de Participações em Concessões, subsidiária do grupo CCR, que já atua na concessão do aeroporto de Confins (MG), arrematou agora os blocos Sul e Central (15 aeroportos). Já a francesa Vinci, que opera atualmente o aeroporto de Salvador, ficou com o bloco Norte (7 aeroportos).

“O Brasil merece esse crédito, é um país rico em oportunidades. Que atravessa um momento difícil sim, mas tem capacidade de se reinventar. “O desafio é gerar o máximo de empregos que pudermos”, disse o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.