Rio Branco, Acre, 11 de maio de 2021

Após quase dois anos, polícia prende suspeito de matar professor degolado em Rio Branco

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Redação Juruá em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O suspeito de matar o professor José Augusto de Freitas, 56 anos, em setembro de 2019 foi preso na manhã desta quinta-feira (22) pela Polícia Civil na região do Calafate, em Rio Branco. Raimundo Alventino, que tem 27 anos, é suspeito de degolar o professor.

A Polícia Civil chegou a prender o suspeito em dezembro de 2019, porém, ele foi solto após cumprir sua pena temporária em regime fechado. O preso foi conduzido à delegacia e deve ser levado ao presídio.

“Salienta-se que o acusado está sendo investigado por outro homicídio e foi preso por força de mandado de prisão preventiva”, informou a nota da Polícia Civil.

Suspeito estava foragido desde 2019, quando foi preso pela primeira vez — Foto: Divulgação/Polícia Civil do Acre

O crime

O corpo do professor José Augusto de Freitas, 56 anos, foi encontrado dentro da casa onde morava no Ramal da Judia, bairro Belo Jardim, região do Segundo Distrito de Rio Branco, sem roupas e degolado.

Moradores acionaram a polícia depois de encontrarem o professor já sem vida. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi ao local, mas apenas atestou o óbito.

Com informações do G1 Acre.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.