Rio Branco, Acre, 21 de abril de 2021

Centro de Apoio Pedagógico para Pessoas com Deficiência Visual realiza atividades alusivas ao Dia Nacional do Braille

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Por Redação Juruá Em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O Centro de Apoio Pedagógico para Atendimento às Pessoas com Deficiência Visual do Acre (CAP-AC), em parceria com a Rede de Leitura Inclusiva da Fundação Dorina Nowill, realiza atividades inclusivas, com programação alusiva ao Dia Nacional do Braille, celebrado em 8 de abril, nos dias 8 e 9, quinta e sexta-feira.

Na tarde desta quinta, a partir da 15 horas, será realizado um encontro virtual, pela plataforma Teams, que tem como tema “Braille, Família e Escola”, um diálogo com Eliana Cunha, especialista em Educação Inclusiva da Fundação Dorina Nowill, e deve contar com a participação de alunos com deficiência visual, famílias e educadores.

A segunda atividade será realizada na sexta, 9, a partir das 14h30. Trata-se de uma reunião virtual interativa, que tem como tema “Minicontos na ponta dos dedos”, um bate-papo com o autor Ademar de Queiroz e leitores convidados, sobre o livro “O Baú do Menino Deus”, obra em Braille colorida, disponível pelo canal da Fundação Dorina Nowill, no YouTube. O bate-papo enfatizará a obra publicada em formato acessível, com um projeto gráfico inovador e que desperta memórias e reflexões sobre ser e viver.

A programação alusiva ao Dia Nacional do Braille visa promover a reflexão acerca da importância do Sistema Braille, para que a pessoa com deficiência visual conquiste sua autonomia e avance no processo de inclusão educacional e social.

“Falar sobre esse dia é falar sobre uma conscientização da população sobre as ações que são necessárias e que visam à inclusão e também ao acesso à educação para as pessoas com deficiência visual”, pontua a Cristina Nogueira, coordenadora do CAP-AC.

Em 8 de abril é comemorado o Dia Nacional do Braille. Foto: Arquivo Ascom/SEE

O Dia Nacional do Braille teve sua data escolhida em homenagem ao nascimento de José Álvares de Azevedo, primeiro professor cego do Brasil, e quer conscientizar a população sobre ações que visam à inclusão e ao acesso à educação por parte de pessoas com deficiência visual.

O Sistema Braille foi criado em 1824, por Louis Braille, na França. É um código universal que permite às pessoas com deficiência visual utilizar a escrita e a leitura, promovendo o acesso ao conhecimento e a inclusão na sociedade, bem como o pleno exercício da cidadania.

A coordenadora Cristina Nogueira ressaltou ainda a importância da data: “É o dia em que se comemora um sistema por meio do qual a pessoa com deficiência visual, especificamente a pessoa com cegueira, consegue ter acesso tanto aos materiais escolares como a outros tipos de materiais”.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.