Rio Branco, Acre, 22 de abril de 2021

Com obras iniciadas em 2014, Ponte do Madeira é o último gargalo rodoviário do Acre

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Redação Juruá em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Meses depois, em outubro daquele ano, as obras começaram.

Em dezembro de 2018, um mês antes do presidente Jair Bolsonaro assumir a presidência, as obras da ponte sobre já estavam 85% concluídas, segundo o jornal O Estado de São Paulo.

Em 2016, Leo de Brito era presidente da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados. Acompanhado dos então deputados Lindomar Garçon (PRB-RO) e Nilton Capixaba (PTB-RO) estiveram no dia 16 de junho no Distrito de Abunã, município de Porto Velho, para verificar a situação das obras da ponte.

Na época, o orçamento do PAC estava em parte contingenciado e reduziu o ritmo das obras na ponte.

No dia 2 de janeiro de 2021, já no governo Bolsonaro, o ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas e o diretor-geral substituto do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) Euclides Bandeira, realizaram uma visita técnica nas obras realizadas na ponte.

A ponte é uma obra estratégica para a região, pois será a única ligação terrestre entre o estado do Acre e o restante do país e se tornará uma via fundamental para o abastecimento de alimentos, remédios e demais insumos ao estado.

Atualmente, o percurso da rodovia é interrompido pelo Rio Madeira, em Abunã, para que a travessia de todos os veículos, bens e pessoas aconteça por balsas. Com a obra, esse problema irá acabar, trazendo mais rapidez e comodidade aos que circulam na região.

A ponte terá extensão total de 1084m e 14,5m de largura. Do lado de Rondônia, o acesso terá 440m de elevado, além de 1400 metros de pista, sendo necessários 280 mil m3 de aterro. São mais 980m de acesso do lado do Acre.

Tudo isso teve custo inicial estimado em R$130 milhões.

Em sua primeira viagem ao Acre como presidente da República, Jair Bolsonaro anunciou que dia 18 de março estaria de volta à região para inaugurar a ponte, o que não ocorreu.

Por fim, todos os esforços foram realizados para a ponte ser entregue definitivamente ao uso público no dia 29 de abril.

De acordo com o portal Extrema24Horas, neste feriado de Semana Santa, os trabalhadores seguem no canteiro de obras trabalhando na pavimentação asfáltica do trecho extra de ponte recém construído. Para a próxima semana, restarão apenas alguns acabamentos, em concreto, asfalto, e pintura. “Os engenheiros estimam que tudo seja concluído até o dia 15, ficando apenas no aguardo do presidente Jair Bolsonaro para cortar a fita, até no máximo dia 29”, informa o portal.

Para o Acre, a ponte é o último gargalo logístico da integração rodoviária do Estado e por ela devem passar mais de 2.000 veículos diariamente.

  • Com informações do AC24horas.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.