Rio Branco, Acre, 22 de abril de 2021

Ex-ministra Marina Silva volta ao cenário político e dispara contra Bolsonaro: “comete crimes de lesa-pátria e lesa-humanidade”

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Redação Juruá em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

A ex-ministra do Meio Ambiente e ex-senadora do Acre, Marina Silva, voltou ao cenário político esta semana. Ela criticou duramente o presidente Jair Bolsonaro pelo modo que conduz o combate à pandemia da covid-19, que tem registrado mais de 3 mil mortes diárias em todo o País.

Marina Silva disse que Bolsonaro “é uma pessoa que não serve para representar o povo brasileiro” e acrescentou que ele comete “crimes de lesa-pátria e de lesa-humanidade”

À Universo, a ex-ministra acrescentou que Bolsonaro mudou a estratégia nos últimos dias apenas com fins eleitoreiros. Ela não citou a possível candidatura do ex-presidente Lula em 2022 como motivo da mudança de postura de Bolsonaro, mas deixou isso nas entrelinhas.

“Mudou de postura única e exclusivamente com objetivo eleitoral depois de ter se colocado contra as medidas de saúde, de se recusar a ver o que deu certo em outros países, de desdenhar de esforços de médicos e cientistas. O que ele fez foi na contramão de cuidar da saúde do povo”, citou.

A respeito da demissão dos comandantes da Aeronáutica, Marinha e Exercito e a saída do ministro da Defesa, general Fernando Azevedo, Marina Silva afirmou que “Bolsonaro deixou claro ao longo da sua vida pública que sempre foi golpista. Ele defende torturadores, sempre quis passar por cima do Congresso, do Poder Judiciário. Desde que assumiu a Presidência tenta criar condições para isso, não é novidade. O que eu acho emblemático é que, às vésperas de se completar 57 anos do golpe militar, um ministro da Defesa e os comandantes das forças de segurança do país deixem seus cargos por discordar da política autoritária e genocida do capitão”, reforçou.

Ao falar sobre eleições em 2022, Marina disse que ainda é cedo para falar disso, mas que faz parte de um conjunto de partidos que envolvem a Rede Sustentabilidade, o PDT de Ciro Gomes, o Partido Verde, o PSB e o Cidadania.

  • José Pinheiro, do Notícias da Hora.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.