Rio Branco, Acre, 14 de maio de 2021

Geladinho do Bem leva doçura, esperança e carinho para pacientes do Hospital do Câncer

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Redação Juruá em Tempo
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Uma atitude simples que deixa a vida de pessoas no difícil tratamento contra o câncer um pouco mais doce e menos difícil. Esta é a proposta do Geladinho do Bem, criado pela autônoma Sandra de Matos.

Fazer geladinhos não é novidade para Sandra, aliás, antes da pandemia era um dos seus meios de sobrevivência. Inclusive, antes da pandemia, a vendedora já chamava atenção por criar promoções, como trocar um abraço com o cliente por desconto em seu produto ou o cliente pagar um geladinho para um desconhecido, Sandra faz a entrega e comprova com uma foto.

Com a pandemia, Sandra foi obrigada a parar com suas atividades. Só que a vontade de ajudar o próximo falou mais alto e ela pensou porque não continuar a fazer o geladinho para ajudar a melhorar um pouco a vida das pessoas. “Eu fico em uma faculdade onde vendo meus geladinhos e com a pandemia, com tudo parado, comecei a ficar inquieta. Comecei a pensar o que deveria fazer. Acabou que encontrei a Beatriz, do grupo Fada Madrinha, que me contou que para os pacientes que fazem tratamento no Hospital do Câncer, o gelado ajuda a diminuir as náuseas e aí decidi fazer o sorvete no pote e entregar toda semana”.

A ação social virou uma grande corrente de clientes e amigos solidários que doam os potinhos que se transformam em “porção do amor”, como Sandra diz. Nesta semana, na última terça-feira, 20, Sandra fez a primeira ação de doação aos pacientes do Hospital do Câncer.

“Essa é uma ação simples, é apenas um potinho de sorvete, mas que tem muito amor envolvido. É a maneira que a gente encontrou para fazer o outro feliz. Desde que eu comecei a trabalhar com geladinho, foi só uma desculpa para que fosse possível contribuir com um mundo mais doce, mais refrescante e de mais amor, cultivando gentileza e um mundo melhor. O geladinho é a minha única fonte de renda, mas também é uma desculpa para fazer a vida das pessoas um pouquinho mais doce e alegre”.

Cada potinho que é entregue de forma gratuita aos pacientes sai a um custo de R$ 4,00. Quem quiser fazer uma doação ou ser padrinho do projeto, pode entrar em contato com Sandra pelo instagram: @amorcomgeladin/.

Com informações Ac24horas

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.