Rio Branco, Acre, 18 de abril de 2021

Grupo Especial de Fronteira registra aumento de 38% nas apreensões em comparação ao primeiro trimestre de 2020

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Por Redação Juruá Em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Segurança na fronteira. Este é o lema do Grupo Especial de Fronteira (Gefron), criado sob a estrutura da Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) com o intuito de implementar um policiamento específico para atuação e combate à criminalidade nas rodovias e estradas do Acre.

Apesar de ter sido regulamentado pela lei estadual de nº 3.651, de 10 de setembro de 2020, o Gefron, composto por profissionais devidamente capacitados, como policiais civis, militares, penais e bombeiros militares, atua desde outubro de 2019 nas fronteiras do estado, com Peru e Bolívia, intensificando operações de patrulhamentos intensivos voltados ao combate ao tráfico de drogas, contrabandos, furtos de veículos, descaminhos e outros crimes recorrentes em regiões fronteiriças.

De acordo com o coordenador do Gefron, tenente coronel Antônio Teles, que participa integralmente das operações, somente no primeiro trimestre de 2021 houve um aumento de 38% de apreensões, contrabandos, descaminhos, apreensão de evasão de divisas e outros crimes, em comparação com o primeiro trimestre do ano passado. Após o processo de contabilização dos itens apreendidos, os operadores fazem um balanço para verificar qual foi o prejuízo, em reais, que o crime obteve.

“Desde o início das nossas atividades até hoje, o Gefron já desfalcou uma média de R$ 13,5 milhões. Esse é o montante calculado com o valor estimado de mercadorias dos produtos apreendidos, tais como armas, drogas, veículos, embarcações e mercadorias contrabandeadas, entre outras. Nós também apreendemos 36 veículos recuperados, 22 motocicletas, 85.750 maços de cigarro, R$ 188 mil em espécie, US$ 15.650 dólares, 43 armas, 339 munições e 1.296 kg de entorpecentes de drogas ilícitas”, ilustrou o coordenador.

Ele também falou que o apoio do secretário de Segurança Pública, Paulo Cézar Rocha dos Santos, e do governador do Acre, Gladson Cameli, dão ao Gefron é fundamental para o sucesso nas operações. “Esse apoio às atividades do combate à criminalidade faz com que continuemos ininterruptamente o serviço nas áreas de fronteira do estado, colocando-nos à disposição a toda e qualquer missão que nos for delegada”, pontuou.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.