Rio Branco, Acre, 15 de junho de 2021

Indígena de Cruzeiro do Sul, Romeu Ruathechon, fará sua estreia pelo Galvez, na copa do Brasil sub 20, contra o Londrina-PR

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Redação Juruá em Tempo
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O cruzeirense Romeu Cabral Ruathechon, 19 anos, filho de índio , da Puyanawa ( Barão),  em Mâncio  Lima, é um dos integrantes do elenco do Galvez sub 20, que enfrentará o Londrina do Paraná, no sábado 24 de abril, na cidade de Rio Branco, capital do Acre.

O jogo é válido pela primeira rodada da Copa do Brasil e o vencedor enfrentará a tradicional e forte equipe do Atlético Mineiro na sequência da competição.

Romeu é filho de Aluízio Ruathechon, de 78 anos, indígena da etnia Puyanawa,  de Mâncio Lima. O atleta é mais um dos talentos descobertos pela F10 Fenômeno Academia, escola de formação e revelação de atletas da Amazônia, que tem prestado um excelente trabalho social na cidade de Cruzeiro do Sul, no Acre.

“O Romeu é mais um dos garotos que conseguimos alcançar pelo projeto F10. Ele está conosco desde 2017, é bolsista e tem sido um exemplo de dedicação e perseverança em busca da realização do sonho de ser jogador de futebol profissional. Pra nós é um motivo de muito orgulho vê-lo nesse importante jogo, e se Deus quiser, veremos em muitos outros”, relatou José Gomes, diretor presidente da F10.

Para Romeu, a estreia na Copa do Brasil, vitrine do futebol  brasileiro  para jogadores  subir, é  um sonho que sempre almejou. 

O cruzeirense Romeu Cabral Ruathechon, 19 anos, filho de índio , da tribo do Barão,  em Mâncio  Lima, é um dos integrantes do elenco do Galvez.

“Eu estou realizando um sonho que sempre tive de ser jogador de futebol profissional. Meu objetivo é fazer sucesso no futebol, ganhar dinheiro e ajudar meus pais, que já são idosos e vivem numa condição econômica muito ruim. Quero dar orgulho a eles, fazer uma casa digna para eles, pois a casa que eles moram atualmente é muito ruim. Meu pai, hoje aposentado, me criou vendendo picolé. Meus pais sempre foram os principais incentivadores da minha carreira como atleta. Eu sou muito grato aos meus pais por tudo que já fizeram por mim. Sou grato também ao professor Gomes, que abriu as portas da F10 e me permitiu está realizando esse sonho. Tenho orgulho de estar no Galvez e representar o nosso Estado do Acre nesse importante jogo contra o Londrina”, disse o resiliente atleta Romeu Ruathechon.

O Jogo será sábado, às 17 horas,  e será transmitido ao vivo pela internet na plataforma Mycoojo.

Com informações Portal Taraucá

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.