Rio Branco, Acre, 22 de abril de 2021

Lideranças de facções serão transferidas para o interior do Acre

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Redação Juruá em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O presidente da Associação dos Servidores do Sistema Penitenciário do Acre (Asspen), Eden Azevedo, usou as redes sociais para repudiar a atitude da direção do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), em realizar a transferências de presos de alta periculosidade aos presídios do interior do Acre.

Azevedo destacou que no interior do Acre, não há estrutura e nem agentes suficientes para receber as principais lideranças de uma das organizações mais perigosas que atuam no Estado. Para o representante da categoria, a atitude é ‘irresponsável’.

“A decisão do Iapen é temerária e absolutamente irresponsável, uma vez que pode ensejar ataques a tentativas de fugas, em virtude do baixo efetivo de policiais penais”, alertou.

Eden teme que a ação possa resultar em conflitos entre agentes e detentos. “Cabe lembrar o que tem acontecido no estado do Pará, que nos últimos dias teve 8 policiais penais mortos em ataques produzidos por organizações criminosas”, ressaltou, enfatizando que, o governo deveria ter efetuado a transferência desses presos aos presídios de segurança máxima federal.

O que diz o Iapen

Em contato com a assessoria do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen), fomos informados que o órgão realizou a transferências de 13 detentos, porém, garantiu que eles não são lideranças criminosas.

Por Saimo Martins, do AC24horas.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.