Rio Branco, Acre, 23 de abril de 2021

Pastor da Igreja Batista do Bosque em Cruzeiro do Sul se posiciona favorável a decisão de ministro do STF

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Por Redação Juruá Em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Kássio Nunes Marques liberou a realização de cultos religiosos presenciais, ainda que com, no máximo, 25% da capacidade.

Apesar da decisão, a Diocese de Cruzeiro do Sul, por meio do bispo Dom Giovenale, disse que não vai realizar cerimônias presenciais enquanto o Acre não sair da fase vermelha da pandemia.

“As medidas adotadas pela Diocese não foram tomadas por meio de decisões judiciais. A nossa posição vem da vida das pessoas nesse momento de pandemia, que continua muito grave. Somente quando estivermos na faixa laranja ou amarela, voltamos a celebrar as missas com participações presenciais”, afirmou o bispo.

Já o pastor Carlos Mariano, da Igreja Batista do Bosque de Cruzeiro do Sul, durante uma entrevista a uma rádio local, disse ser favorável à decisão. “A decisão é uma decisão louvável. Diante de um momento tão complicado que é a situação da pandemia. A igreja tem um papel fundamental, atuando como pronto socorro espiritual. Sou a favor da decisão do ministro, salientando o cumprimento das medidas sanitárias orientadas pelos órgãos de Saúde”, disse.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.