Rio Branco, Acre, 15 de junho de 2021

Edvaldo Magalhães questiona devolução de máquinas pela Seinfra compradas com recursos da Sudam

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Assessoria.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) falou a respeito da compra de máquinas pesadas pelo governo do Acre, por meio de um convênio com a Sudam de mais de R$ 40 milhões. O parlamentar disse que muitas perguntas estão sem respostas até o momento, uma delas é: ‘o que houve?’.

Ainda de acordo com o parlamentar, a nota assinada pelo secretário Ítalo Medeiros, da Seinfra, é vazia, não traz detalhes a respeito dos motivos pelos quais a Sudam não fez o repasse ao governo do Estado para que este pagasse os fornecedores. Todo maquinário seria distribuído em 15 municípios e visava atender 27 mil produtores rurais.

“De repente o tempo muda e já não existe mais os equipamentos. Os fornecedores que venceram o processo licitatório e mandaram pintar os equipamentos, terão que devolver. A pergunta que não quer calar é: o que houve? Esse equipamentos têm alguma coisa haver com o orçamento de 2019? Lembre-se da votação da Reforma da Previdência e de 2020 da formação da base do governo, o chamado tratoraço. Botaram o dinheiro e depois tiraram o dinheiro? Essa é uma história que está contada pela metade”, disse Edvaldo Magalhães, que pediu esclarecimento ao secretário de Infraestrutura.

Ainda em sua fala no pequeno expediente, o deputado, presidente da Comissão de Serviço Público da Aleac, disse que uma audiência pública será realizada dia 2 de junho, às 15 horas para debater a questão do cadastro de reserva da Polícia Militar do Acre.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.