Rio Branco, Acre, 15 de junho de 2021

“Ele é um forte candidato a vencer no ano que vem”, diz Jorge Viana ao avaliar desempenho de Lula no Datafolha

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Redação Juruá em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

No começo da noite desta quarta-feira (12), o ex-senador Jorge Viana fez uma avaliação sobre os números da pesquisa Datafolha que colocam o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em primeiro na corrida presidencial de 2022. Lula aparece com 41% das intenções de votos no primeiro turno. E, em um eventual segundo turno com Bolsonaro, Lula teria 55% dos votos, contra 32% do atual presidente.

Jorge Viana disse que ainda é cedo para qualquer avaliação, mas os números do Datafolha mostram um descontentamento do povo brasileiro com as políticas adotadas pelo governo Bolsonaro, sobretudo na economia e inclusão social.

“Primeiro assim, está muito longe ainda da eleição, mas a pesquisa traz um descontentamento com o presidente que até algum tempo atrás era esperança de uma mudança e me parece que a pesquisa mostra uma certa frustração junto com decepção. Isso tudo no meio de uma pandemia onde todos nós estamos preocupado com a saúde, preocupados em sobreviver. Então, o momento é muito delicado. Mas, de qualquer maneira, me parece que depois de experimentar uma mudança que não deu certo, as pessoas podem estar atrás de alguém que teve experiência, que já tenha sido testado no governo e acho que essa é a vantagem do presidente Lula”, disse o ex-senador petista.

Jorge Viana acrescentou que foram nos governos de Lula que houveram os maiores programas de distribuição de renda e crescimento da economia. “Ele governou durante 8 anos e foi um período de prosperidade, crescimento econômico e social. Foi um período com crescimento econômico muito forte e também uma inclusão social muito forte, a maior de todos os tempos no Brasil. Eu acho que por isso que o nome dele aparece bem”, avalia.

O líder petista afirmou que “qualquer pessoa que, possa honestamente analisar, vai ver que naquele período a gente vivia um ambiente de muita prosperidade, de crescimento. Tanto é que o Lula saiu com aprovação de 80% de ótimo e bom. Eu acho que os números mostram hoje que ele é um forte candidato a vencer no ano que vem, mas volto a dizer que ainda está muito longe a eleição”.

Ao falar a respeito do Acre, desse sentimento de “volta Lula”, e ao mesmo temo é o estado mais bolsonarista do País, Jorge Viana ponderou: “o eleitor acreano tem sempre um jeito próprio de se manifestar e eu respeito muito”. E acrescenta: “O Acre precisa muito de quem esteja na presidência para poder seguir em frente e de alguma maneira isso influência no jogo político eleitoral aqui. Mas, ainda está cedo. A eleição é daqui a um ano e meio. Ainda tem muita água para rolar nessa ponte, mas os números, para nós do Partido dos Trabalhadores, alegra e traz esperança pra nós”.

  • José Pinheiro, do Notícias da Hora.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.