Rio Branco, Acre, 15 de junho de 2021

Governo dialoga com sindicatos dos profissionais da Educação

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Redação Juruá em Tempo
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

A equipe do governo do Estado, composta por Secretaria de Educação, Cultura e Esportes (SEE), Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), Assuntos Estratégicos e Casa Civil reuniram-se na tarde desta quarta-feira, 12, com os representantes do Conselho de Diretores das Escolas Públicas do Acre (Codep/AC), Sindicato dos Professores da Rede Pública de Ensino do Estado do Acre (Sinproacre) e Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre (Sinteac).

Durante a reunião os representantes das categorias apresentaram suas principais reivindicações, entre elas, reposição inflacionária dos salários, reestruturação das tabelas da educação, auxílio alimentação, melhoria das condições de trabalho, auxílio para as aulas de ensino remoto e prioridade na vacinação. Porém, mesmo com as negociações em andamento, os sindicatos decidiram manter a greve. 

De acordo com a secretária de Estado de Educação, Socorro Neri, desde que assumiu a pasta, na semana passada, a instituição está, junto ao governo do Estado, mantendo o diálogo permanente. “O Estado tem a preocupação de cumprir com a legalidade das suas decisões, para que essas sejam sustentáveis e permanentes e que no futuro não venham a constituir prejuízos aos servidores”, afirmou. 

Ainda segundo a secretária, há situações que o Estado tem tido dificuldade de atender. Isso ocorre devido algumas vedações legais, entre elas a lei 173/2020 que define auxílio emergencial para estados e municípios durante o período de pandemia e ao mesmo tempo que veda aumento na folha de pagamento até dezembro de 2021, além do teto de gastos que foi incluído na Constituição Federal e o limite da lei de responsabilidade fiscal do Estado. 

O diálogo será mantido na intenção de solucionar as questões levantadas pelas classes de trabalhadores da educação estadual. No início da próxima semana será apresentada uma proposta elaborada pela equipe do governo e pelo governador Gladson Cameli. “Nós não podemos agir, apenas, com base na boa vontade. Nós precisamos agir com responsabilidade e assim estamos fazendo”, pontuou a secretária de Educação.  

SECOM

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.