Rio Branco, Acre, 20 de junho de 2021

No Acre, CPI da Educação poderá ser arquivada

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Por Redação Juruá Em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigará os possíveis casos de corrupção na Secretaria de Educação poderá ser arquivada, caso os deputados Fagner Calegário (Podemos), Jonas Lima (PT) e Antônia Sales (MDB) retirem seus nomes.

A proposta da CPI é de autoria do deputado Daniel Zen (PT). Caso os parlamentares retirem os seus nomes, regimentalmente o pedido deverá arquivado por falta de quorum.

Após dialogar com Socorro Neri, secretária da Educação, o deputado Fagner Calegário disse que irá retirar o seu nome: “Ela está buscando solução para todos os problemas na área da Educação”, afirmou.

Outra justificativa é que as investigações que a CPI da Assembleia deveria investigar já foram feitas pela Polícia Civil, em inquérito que apontou, inclusive, culpados ao Ministério Público do Estado do Acre (MPAC); e, este, ao Poder Judiciário. “O caso já está, inclusive, judicializado e não há razão para Aleac investigar o que já foi investigado”, disse o deputado Pedro Longo (PV), líder do Governo na Assembleia Legislativa.

A deputada Antônia Sales deverá retirar o seu nome a pedido do partido MDB. Já o petista Jonas Lima disse que no meio do combate à pandemia do coronavírus, o governo precisa canalizar suas energias para o combate à doença, que caminha para quase 1.600 óbitos no Acre, desde o ano passado.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.