Rio Branco, Acre, 20 de junho de 2021

Queda de parte do barranco do porto de Cruzeiro do Sul prejudica embarque e desembarque de balsas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Por Redação Juruá Em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O porto de Cruzeiro do Sul foi inaugurado em 2004, mas tempos depois passou a apresentar problemas devido ao desbarrancamento do rio. Com as últimas enchentes do rio Juruá, a força da correnteza derrubou a rampa e parte do barranco do porto. No local, as grandes embarcações que abastecem a cidade com produtos de Rondônia e do Amazonas estão com dificuldades para o desembarque e embarque de cargas.

A rampa que o governo havia reformado no ano de 2017 já não está em uso, ela caiu após consecutivas cheias. A grande preocupação por parte dos empresários que precisam utilizar o porto é o desbarrancamento que hoje está praticamente derrubando os barracões onde um dia já foi a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) de Cruzeiro do Sul.

Nossa equipe entrou em contato com o diretor do Departamento de Estradas e Rodagens do Acre (Deracre) de Cruzeiro do Sul. Luciano Oliveira informou que o porto vai passar por uma reforma nos próximos dias e que está apenas esperando o laudo do Corpo de Bombeiros.

“Estamos apenas esperando o laudo dos bombeiros para dá início a reforma. Iremos derrubar os dois barracões onde era a Suframa, e faremos uma rampa de acesso para as balsas quando chegarem ao nosso porto”, afirmou Luciano.

O porto é essencial para o abastecimento da cidade de Cruzeiro do Sul; pois, no inverno a BR-364 fica com trechos intrafegáveis. Além disso, os insumos para o município chegam mais rápido vindos pelo rio Juruá.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.