Rio Branco, Acre, 19 de junho de 2021

Senador Márcio Bittar diz que servidores da educação querem privilégio com vacina

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Por Redação Juruá Em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Nesta terça-feira (25), o senador Márcio Bittar publicou um vídeo em suas redes sociais em que critica o pedido de prioridade na vacinação contra a Covid-19 feito pelo sindicato da Educação no Acre, que está em greve desde o último dia 13.

Além da vacinação, os servidores exigem o pagamento do Prêmio Anual de Valorização e Desenvolvimento Profissional (VDP) e a reestruturação do Plano de Cargos e Carreiras (PCCR).

Para Bittar, o sindicato reivindicar prioridade na vacinação para retomar os trabalhos presenciais é exigir privilégios. Ele continuou sua fala dizendo que uma categoria não deve se sobrepor a outra.

“Tudo aquilo que você pede para a sua categoria, mas que não pode ser estendida para todos os brasileiros, você está na verdade pedindo um privilégio. Veja bem, os trabalhadores da saúde enfrentam a Covid-19 mais de um ano sem vacina, os trabalhadores da segurança a mesma coisa. Por que um determinado sindicato, para que as pessoas voltem ao trabalho, exigem ser vacinados primeiro? Nós temos milhões de brasileiros na: construção civil, serviços e zona rural, que não foram vacinados. Portanto, aquilo que exige algum sindicato, é um privilégio inaceitável. Nós temos um problema muito grave na educação, o Brasil gasta muito e tem uma educação de péssima qualidade. Sindicatos não podem ser instrumentos para privilégios disfarçados de direitos! Uma categoria não pode se sobrepor às outras”, afirmou o senador.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.