Rio Branco, Acre, 14 de maio de 2021

Vacina da Pfizer ficará em freezers emprestados

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Redação Juruá em Tempo
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O Brasil recebeu ontem um lote de 1 milhão de doses da vacina da Pfizer contra a covid-19, que será distribuído, a partir da segunda feira, para as 27 capitais do País, segundo informou o secretário executivo da Saúde, Rodrigo Cruz. Diferentemente das outras vacinas, que podem ser mantidas em temperaturas entre 2ºC e 8ºC, o novo imunizante exige temperaturas bem baixas (entre -65ºC e -80ºC).

Para dar conta dessa demanda, autoridades da saúde, pelo País, têm recorrido a empréstimos de freezers de hospitais e universidades. É o caso da prefeitura de Porto Alegre, que fez parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Sul. A instituição cedeu ultrafreezers com capacidade de até 4 milhões de frascos para garantir a conservação das vacinas. No primeiro lote, o Estado receberá 32.760 doses.

“Desde dezembro colocamos à disposição do Ministério da Saúde os ultracongeladores da instituição. É um equipamento muito utilizado nas pesquisas, compramos mais cinco unidades ano passado”, afirma Geraldo Pereira Jotz, pró-reitor de Inovação e Relações Institucionais da UFRGS. A instituição tem mais 20 aparelhos do tipo, “mas nenhum é usado em sua totalidade. Três ainda estão na caixa”, afirmou.

Florianópolis também terá três desses equipamentos da Universidade Federal de Santa Catarina, com capacidade para 948 litros, e é prevista a cessão de um quarto. Os ultrafreezers foram transportados esta semana para rede de frio municipal. Segundo o governo catarinense, na 1.ª remessa chegarão 17.550 doses, a serem distribuídas a Florianópolis (10.530 doses) e São José (7.020 doses). “Somando às novas doses de AstraZeneca, que chegam neste fim de semana, devemos avançar para 62, 61 e 60 anos até semana que vem”, escreveu no Twitter o prefeito da capital, Gean Loureiro (DEM).

A Secretaria da Saúde de Sergipe vai conservar as vacinas com freezers próprios, com temperaturas entre -15º e -20º. Se preciso, usará o freezer de ultracongelamento da Universidade Federal de Sergipe (UFS).

Conforme o Ministério da Saúde, as doses serão entregues em temperaturas entre -25ºC e -15ºC, e a conservação vale por apenas 14 dias. Após ser armazenada entre 2ºC e 8ºC, o prazo para aplicação é reduzido para cinco dias. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária aprovou o transporte e armazenamento a -20ºC por um período único de até duas semanas. Em Cuiabá, no Mato Grosso, o Hospital Geral e Maternidade também cedeu à prefeitura um ultrafreezer com capacidade de 486 litros e temperatura de até – 86ºC.

Licitação

Outra regiões fizeram as próprias compras para armazenar os produtos. A Bahia abriu licitação para 100 ultracongeladores e 30 já foram distribuídos a nove macrorregiões. “Essa é uma realidade bem diferente de outros Estados, que concentram a infraestrutura na capital”, afirmou Fábio Vilas-Boas, secretário da Saúde baiano. O Paraná tem nove freezers para armazenar o imunizante, sete de ultrabaixa temperatura (-80ºC) e dois de temperatura de -20ºC. Já no Distrito Federal o ultracongelador tem capacidade de 570 litros e guarda até 40 mil doses.

O acordo da gestão Jair Bolsonaro com a Pfizer prevê 100 milhões de doses. Foi fechado neste ano após entraves no ano passado, quando 70 milhões de doses foram oferecidas e o governo recusou.

São Paulo

A Prefeitura de São Paulo alterou uma de suas câmaras frias, de 100 metros cúbicos, para -25ºC. Ela poder receber 4 milhões de doses durante 14 dias, conforme orientação da Pfizer. A capital tem ainda outras câmaras em quatro pontos de distribuição e deve receber cerca de 135.720 doses da vacina Pfizer. O Município receberá as doses na temperatura entre -25ºC e -15ºC, podendo mantê-las nessa faixa por até 14 dias. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Fonte: Estadão

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.