Rio Branco, Acre, 20 de junho de 2021

Professores pedem ajuda ao Ministério Público sobre supostas irregularidades em processo seletivo da prefeitura de Cruzeiro do Sul

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Por Redação Juruá Em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Um grupo de professores esteve no Ministério Público do Estado nesta segunda-feira (7) alegando irregularidades no processo seletivo da prefeitura de Cruzeiro do Sul – realizado em maio deste ano.

Segundo os professores, há contradições no edital. “A comissão de professores reivindica alguns pontos, dentre eles, a experiência acumulativa para as equipes gestoras e assessores pedagógicos; uma vez que o concurso é para professor e não para diretor. Achamos incoerente um concurso exigir experiência em gestão, sendo que quem está na sala de aula é o professor e não o gestor. Diante disso, alguns gestores que nunca tiveram experiência em sala de aula pontuaram mais que os professores que possuem mais de 10 anos de experiência”, explica Maria Rocha.

De acordo com a comissão, mais de 100 professores foram prejudicados; há incoerência no edital e no resultado preliminar da seleção. O coletivo questiona a experiência contabilizada que não condiz com a vaga pleiteada, entre outros pontos.

“Não estabeleceram critérios de pontuação máxima e mínima, o que gerou muita confusão. Todos os editais que participei possuem isso”, explica Maria.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.