Rio Branco, Acre, 23 de julho de 2021

MPAC ainda não denunciou homem que estrangulou e matou esposa na frente do filho de 6 meses

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Redação Juruá em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O juiz Alesson Braz, da 2ª Vara do Tribunal do Júri, deu prazo de cinco dias para que o Ministério Público do Acre (MPAC) apresente denúncia contra Hitalo Marinho Gouveia, 33 anos. No último dia 9 de julho, ele matou a esposa, Adriana Paulichen com requintes de crueldade, após desferir das facadas e a estrangulá-la.

O crime aconteceu na Rua Senador José Kairala, bairro Estação Experimental, na frente do filho do casal de apenas 6 meses de idade.

Ainda na decisão, Alesson Braz pede que o MP se manifeste a respeito do pedido de liberdade provisória impetrado pela defesa de Hitalo. De acordo com os advogados, o homem é réu primário, tem residência fixa, bons antecedentes e ocupação lícita.

Hitalo está cumprindo prisão preventiva no Complexo Prisional Francisco D’Oliveira Conde.

  • Da redação do Notícias da Hora.
ALEAC

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.