Rio Branco, Acre, 23 de julho de 2021

Para Nicolau Júnior, PP não tem como ter “chapa pura” e deve abrir mão de vice e Senado em 2022

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Redação Juruá em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), Nicolau Junior (Progressistas), afirmou em entrevista ao Boa Conversa na noite desta segunda-feira, 19, que o governador Gladson Cameli (Progressistas) terá que abrir a sua chapa para os demais partidos visando a sua reeleição em 2022.

Nicolau Júnior foi categórico ao afirmar que o Progressistas não terá como segurar as vagas de vice e do Senado em 2022. Para o deputado, as pesquisas eleitorais é que irão nortear a escolha da candidatura ao Senado e a questão do vice da chapa de Cameli terá que ser alguém de extrema confiança.

“Temos a candidatura da Mailza que é do PP e tem outros candidatos que estão buscando essa candidatura em 22 e a questão do vice também, mas vai ter que ter as composições políticas. Não tem como o PP ficar com isso tudo e vamos ter que ceder pra fazer a composição e um dos fatores principais vão ser as pesquisas que vai nortear as escolhas. Eu acho muito complicado um partido conseguir segurar a vice e o senado porque são dois cargos que geralmente se faz composições visando uma aliança política, mas a política é conversar. O Gladson é um cara muito habilidoso e todos esses que estão pleiteando esses cargos estavam com ele em 2018. Eu acho que a base de tudo será as pesquisas, o que não tiver condição a senador vai a federal e a questão do vice tem que ser alguém de confiança”, afirmou.

  • Por Lucas Vitor, do AC24horas.
ALEAC

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.