22 C
Juruá
sexta-feira, agosto 19, 2022

Gustavo Matias relembra trajetória e agradece nas redes sociais: “Obrigado meu Deus”

Por

Apaixonado por ópera, Gustavo Matias, que mora em Cruzeiro do Sul, no interior do Acre, conseguiu chegar a semifinal do The Voice Brasil tendo o canto lírico como sua marca registrada.

Na 2ª noite de Shows ao vivo, na quinta (16), ele interpretou “O Sole Mio” e levou o voto do público como favorito do Time Brown. Com 54,70% dos votos, conquistou uma vaga na Semifinal e comemorou o resultado.

A semifinal vai ser transmitida ao vivo no Acre a partir das 20h45.

De família humilde, ainda no palco, Gustavo disse que seu sonho era dar uma vida melhora para a mãe.

“Eu tenho muitos sonhos. Um deles eu estou realizando, que é estar no palco do “The Voice”, e o outro é ajudar a minha mãe a ter uma vida melhor. Eu espero conseguir!”

Logo após sua classificação, Gustavo postou uma foto sua saindo de casa com uma mala e agradeceu: “Obrigada meu Deus por essa trajetória até aqui”, escreveu.

De família humilde, Gustavo pretende ajudar a mãe  — Foto: Reprodução/Instagram

História

Foi um ano de dedicação até conseguir o resultado que queria na interpretação de Nessum Dorma (Turandot). E foi assim que Gustavo Matias, de 22 anos, chamou a atenção dos técnicos e do Brasil durante a audição às cegas do The Voice Brasil no dia 4 de novembro, na primeira apresentação. Desde então, ele tem experimentando o carinho do público.

Autodidata, Gustavo canta desde os sete anos e ainda criança teve a oportunidade de ouvir um concerto na internet e se apaixonou pelo gênero. Futuramente, ele iria para o Conservatório Musical do Juruá, onde trabalhou como voluntário ensinando músicas a crianças carentes. Hoje ele está no quadro remunerado.

O conservatório é um projeto do Ministério Público do Acre (MP-AC), Exército e Poder Judiciário, que existe desde 2016 em Cruzeiro do Sul, e usa a música como forma de levar esperança e garantir inclusão social para jovens de comunidades carentes e um dos idealizadores é o promotor de Justiça Iverson Bueno, do Ministério Público.

“Procurei o conservatório do Juruá e lá os professores não são formados em música, mas são autodidatas como eu e me ajudaram muito. Quando entrei para o coro fui desenvolvendo mais e mais até me tornar um professor voluntário e agora remunerado”, diz.

Amor pela ópera

Gustavo conta que demorou um ano para que Nessum Dorma (Turandot) chegasse ao ponto que ele queria. Uma de suas grandes referências musicais é Luciano Pavarotti, além de Andrea Bocelli.

“Quando criança tive oportunidade de ouvir o concerto musical, não pessoalmente, mas eu ouvi pelo Youtube e me apaixonei por música clássica. Quando entrei no conservatório, isso aflorou ainda mais, porque conheci cantores líricos através de músicas que eram impostas para essas crianças cantarem e tive que aprender. Me apaixonei por Luciano Pavarotti e foi um desafio para mim. Levei um ano para executar essa música com maestria”, relembra.

Pela escolha da música, ele conta que não esperava tanta repercussão, mas conta que foi justamente o contrário e assim que se apresentou recebeu várias mensagens.

“Não imaginava que repercutisse tanto, até pela escolha da música, mas no momento da minha apresentação muitas pessoas mandaram mensagem para mim. Não sabia lidar com tanto carinho, eram pessoas que não me conheciam, mas me amaram pelo meu trabalho, pela forma que cantei e pelo meu trabalho.”

Cantor diz que quer mostrar potencial do Acre  — Foto: Arquivo pessoal

Apresentação no Croa

Gustavo escolheu fazer seu vídeo de apresentação no Rio Croa, um dos principais pontos turísticos de Cruzeiro do Sul, cidade onde nasceu. Ele disse que a ideia é aproveitar essa projeção para mostrar o que o Acre tem de melhor.

“Fui com o intuito de mostrar que o nosso estado tem grandes talentos, tem cultura e que o nosso estado existe sim. Então, quero mostrar para as pessoas que a gente tem pontos turísticos e também temos coisas boas na nossa terra”, enfatiza.

Além de ser professor voluntário, ele faz apresentações junto com a sua banda Garotos do Sótão. Com estilo irreverente, o grupo se apresenta não só no Acre, mas em outros estados do Brasil. Sobre o futuro, Gustavo prefere ser mais cauteloso e diz que pretende aproveitar toda essa repercussão.

“Nunca tive tanta visibilidade, principalmente no meu estado, mas olha o que eu fiz! Entrei em um programa de visibilidade nacional e as pessoas não só me conhecem, como conhecem o meu estado. Eu nunca soube lidar com o público e agora tenho muitas pessoas que me seguem pelo meu talento, pelo meu estado e minha história e não sei como isso vai repercutir na frente, então quero viver isso hoje, quero viver o agora”, finaliza.

Gustavo também faz parte da banda Garotos do Sótão  — Foto: Arquivo pessoal

  • Fonte: g1 Acre.
error: Alert: O conteúdo está protegido !!