30.9 C
Juruá
segunda-feira, junho 27, 2022

Bolívia confirma primeiro caso suspeito de Varíola dos Macacos

Por

A Bolívia confirmou nesta quinta-feira, 26, o primeiro caso suspeito de varíola dos macacos. A informação foi passada pelo Serviço Departamental de Saúde (Sedes), de Santa Cruz de La Sierra. O paciente é um homem de 26 anos que teve contato direto com duas pessoas que chegaram da Espanha.

Segundo a Sedes, o enfermo está internado no centro de saúde Elvira Wunderlich, com sintomas característicos da doença como, febre, dores musculares e erupções cutâneas (lesões na pele).

Na manhã de hoje, ele recebeu a visita do secretário de Saúde do Governo boliviano, Fernando Pachecop, que supervisionou a área e os protocolos sanitários neste caso.

De acordo com o representante, o homem está “estável e isolado”. Foram coletadas amostras do paciente e enviadas para um laboratório do país e outro na Argentina.

Sobre a doença

A varíola do macaco é uma infecção viral rara que é semelhante à varíola humana. É transmitido pelo contato com a pele ou fluidos corporais de um animal infectado, como um macaco ou rato. Também pode ser espalhada pelo toque em objetos contaminadas ou por meio das secreções das lesões de pele e mucosas de gotículas do sistema respiratório de outros indivíduos infectados.

Até o momento, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), foram confirmados 131 casos fora do continente africano, lugar com incidência da enfermidade, e 106 outros suspeitos, desde o primeiro relato em 7 de maio.

Não há notificações ou suspeitas do vírus no Brasil. A Anvisa pediu em comunicado, que o uso de máscara faciais continuassem, para tentar adiar a chegada da doença no país, além da necessidade de adoção de medidas “não farmacológicas”, como distanciamento físico e higienização frequente das mãos, em aeroportos e aeronaves.

  • Por Deylon Félix, do AC24horas.
error: Alert: O conteúdo está protegido !!