22.2 C
Juruá
terça-feira, junho 28, 2022

Detran encerra atividades do Maio Amarelo no Juruá

Por

O governo do Acre, por meio do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), encerrou nesta sexta-feira, 27, as atividades alusivas ao Movimento Maio Amarelo 2022. Diversas instituições contribuíram com as ações realizadas neste mês do movimento internacional.

A solenidade foi realizada na unidade do Ministério Público Estadual. Foto: Eduardo Gomes/Detran

Abordagens a condutores e pedestres, palestras, apresentações teatrais, simulações de acidentes e resgates fizeram parte da programação que se iniciou na capital Rio Branco e foi encerrada em Cruzeiro do Sul, maior cidade do Vale do Juruá.

“Cruzeiro do Sul aderiu de fato ao Movimento Maio Amarelo, que este ano traz como tema ‘Juntos Salvamos Vidas no Trânsito’. Nós já realizamos um trabalho de conscientização, mas o apoio de quem está nas ruas conduzindo veículos é fundamental. O trânsito é responsabilidade de todos”, lembrou Taynara Martins, presidente do Detran/AC.

Palestras educativas foram realizadas durante a programação. Foto: Eduardo Gomes/Detran

No Juruá, o Detran contou com importante parceria da prefeitura de Cruzeiro do Sul e da unidade local do Serviço Social do Transporte e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Sest/Senat) para realizar diversas atividades. Foram semanas intensas de trabalho também em Mâncio Lima e Rodrigues Alves.

“O resultado do Maio Amarelo é um exemplo da parceria entre as instituições e reforça essa necessidade. Ainda vivemos em uma cidade com altos índices de acidentes e precisamos reforçar a consciência de se fazer um trânsito mais seguro e com menos acidentes”, destacou Zequinha Lima, prefeito de Cruzeiro do Sul.

Os condutores de Cruzeiro do Sul, Rodrigues Alves e Mâncio Lima foram abordados durante as ações educativas. Foto: Andréia Nobre/Detran

A solenidade foi realizada na sede do Ministério Público do Acre (MPAC), que também desenvolveu atividades na capital e interior, e reuniu estudantes, autoridades, servidores públicos e sociedade, pessoas que vivem o dia a dia do trânsito nas cidades.

“Está ao nosso alcance fazer com que a cidade esteja melhor e isso inclui o trânsito. Precisamos fazer da vida das pessoas uma prioridade, já que é algo simples e possível. Nós temos que  irradiar gentileza, educação e responsabilidade no trânsito”, disse o promotor do MPAC em Cruzeiro do Sul, Ildon Maximiliano.

Sobrevivente

Um dos momentos mais emocionantes da solenidade foi o depoimento dado pelo jovem André Luiz, que sobreviveu a um acidente de trânsito. Hoje, com a perna amputada, ele fala sobre a consciência que motoristas e pedestres devem ter no trânsito.

“Estava saindo do trabalho, apressado, e o pneu na moto derrapou assim que passei por um trecho com areia na pista. Bati na lateral de um caminhão que estava parado na faixa de pedestres. Passei por baixo do veículo, achei que não ia sobreviver, mas graças a Deus estou vivo”, disse André Luiz.

error: Alert: O conteúdo está protegido !!