24 C
Juruá
domingo, junho 26, 2022

Batalhão Ambiental da Polícia Militar comemora 25 anos de existência no Acre

Por Redação O Juruá em Tempo.

No mês em que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente, a Polícia Militar do Acre (PMAC) também festeja os 25 anos de criação de sua unidade especializada na prevenção e combate aos crimes ambientais, o Batalhão de Policiamento Ambiental (BPA). Em alusão à data, foi realizado um café da manhã nesta segunda-feira, 6 de junho, no quartel da unidade.

Na ocasião, foram homenageados os primeiros colocados nas três últimas capacitações do Curso de Operador de Aeronaves Remotamente Pilotadas (RPA), os conhecidos drones, realizado pela unidade. O evento foi prestigiado pelo comandante-geral da PMAC, coronel Paulo César Gomes, e por policiais militares que fizeram parte do efetivo da especializada.

Integrantes do batalhão, destaque em Cursos de Operador de RPA (drones), foram homenageados. Foto: cedida

“O que nós somos hoje é um legado dos que já passaram por aqui e deixaram sua contribuição. A gente representa todo o trabalho que essas pessoas tiveram para construir o que o batalhão é hoje e tenta, humildemente, dar continuidade. Sabemos que foi e é difícil, pois trabalhamos com áreas sensíveis do estado, mas acredito que a comunidade reconhece o trabalho da Polícia Militar nessa área”, diz o major Kleison Albuquerque, comandante do BPA.

O efetivo atual do batalhão é formado por 62 policiais militares altamente capacitados em diversos cursos em sua área de atuação, como o Curso de Especialização em Policiamento Ambiental (Cepa) e o Estágio em Policiamento Ambiental (Epam), e mantêm-se em constante atualização.

62 policiais militares compõem o Batalhão de Policiamento Ambiental. Foto: Cedida

Longas missões,  percursos que, muitas vezes, exigem dias mata a dentro, subidas, descidas e travessias de rios em lugares de difícil acesso, visitas às comunidades praticamente isoladas, são parte da rotina dos policiais militares que atuam no policiamento ambiental.

Além dos 25 anos de história

Criado oficialmente em 6 de junho de 1997, ainda como pelotão, o BPA atua no patrulhamento ambiental – inclusive fluvial – 24 horas por dia, na capital e interior do Acre. Entre suas atribuições estão: realizar o atendimento de ocorrências/denúncias, o policiamento preventivo, barreiras de fiscalização, o monitoramento e fiscalização ambiental, por meio de missões planejadas com outros órgãos, atividades com o foco principal no desmatamento e queimadas ilegais, além do patrulhamento comunitário rural, com ações educativas.

Policiais do BPA realizando abordagem em estrada. Foto: Arquivo

Mesmo antes da implantação oficial do BPA, a PMAC já atuava na questão ambiental. Ainda em 1987 foi realizado o Curso de Legislação e Fiscalização Florestal e, em 1994, por meio do Decreto nº 720, de 28 de novembro, foi criado o Pelotão Florestal.

O trabalho do BPA é fortalecido pela parceira com outros órgãos públicos e entidades atuantes na questão ambiental, como o Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac), o Ministério Público Estadual (MPAC), o Tribunal de Justiça do Acre (TJAC), a organização não governamental internacional World Wide Fund for Nature (WWF), entre outros.

Atualmente, além do batalhão localizado em Rio Branco, a PMAC também possui o Pelotão Florestal, que fica na região do Juruá, e que também trabalha de forma integrada com outros órgãos.

error: Alert: O conteúdo está protegido !!