26.3 C
Juruá
sexta-feira, agosto 12, 2022

Estudo que oferece acompanhamento e tratamento para evitar novo AVC já tem 180 inscritos no Acre

Por redação.

Uma clínica médica está com vagas abertas em uma pesquisa que avalia pessoas que já tiveram acidente vascular cerebral (AVC) para evitar um novo derrame, que é comum e pode ser bem mais agressivo.

O estudo Proadi-SUS é patrocinado pelo Ministério da Saúde, conta com o suporte do Hospital Israelita Albert Einstein e, no Acre, é representado pela Clínica Silvestre Santé. Não há limite de vagas e até esta quarta-feira (29) já tem 180 inscritos.

O médico cardiologista acreano Odilson Silvestre, que lidera o estudo no estado, explica que a ideia é descobrir o quanto a pressão do paciente hipertenso deve ser baixada para evitar um novo AVC. Ou seja, depois de um AVC, se a pressão tem que ficar abaixo de 14/9 ou abaixo de 12/8.

O AVC é uma doença que acontece por causa de um sangramento no cérebro ou a interrupção da circulação do sangue nele, provocando uma lesão. Segundo o especialista, a pressão alta é um dos maiores fatores de risco para o desenvolvimento do AVC e também da ocorrência de novos episódios de derrame.

“Esse estudo vai dizer se baixar mais intensamente a pressão pode reduzir o risco de um novo AVC ou de outras doenças como um infarto. A pesquisa traz à baila a importância do controle da pressão como forma de salvar vidas, ou seja, ampliar a sobrevida de quem já teve um AVC”, disse o especialista.

Os participantes fazem o acompanhamento por quatro anos, de forma gratuita, com realização de exames e recebem medicamentos doados pelo estudo. Quem tiver interesse de participar pode mandar entrar em contato com o Centro de Pesquisa Silvestre Santé, pelos telefones (68) 99998-7750 ou (68) 99967-5153.

  • Fonte: g1.
error: Alert: O conteúdo está protegido !!