22.6 C
Juruá
terça-feira, junho 28, 2022

Governo diz que falta de remédios se dá por desfalque de insumos e oscilação no preço

Por redação.

Durante uma reunião ocorrida entre membros do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) e representantes da secretaria de Saúde do Estado (Sesacre) sobre a falta de medicamentos e insumos na rede pública estadual, membros do Departamento de Assistência Farmacêutica do Estado (DAF) afirmaram que o desabastecimento de remédios de uso hospitalar em algumas unidades de saúde tem ocorrido pelo desfalque de insumos no mercado.

Além disso, disseram também que o problema se dá pela oscilação na tabela de preço de alguns medicamentos, o que tem fracassado os processos licitatórios. A reunião proposta apelo MPAC buscou verificar a falta de remédios, o que tem impactado o serviço público.

Na ocasião, foram expostas dificuldades que o estado tem encontrado na aquisição dos medicamentos. Após a exposição dos problemas, os representantes das instituições participantes puderam desenvolver alguns encaminhamentos buscando sanar a situação de forma emergente.

“Diante desse cenário nós convidamos a Secretaria de Saúde a Procuradoria do Estado, o Tribunal de Contas para que possamos juntos encontrar os pontos críticos em relação a aquisição e preços de medicamentos, e assim, possamos construir soluções. É imperioso que o estado tome as medidas o mais rápido possível para que alcance o objetivo de obter a melhor oferta e o paciente não fique desassistido”, disse o promotor de Justiça Ocimar Sales.

Com informações MPAC

error: Alert: O conteúdo está protegido !!