27.4 C
Juruá
domingo, junho 26, 2022

Operação cumpre 28 mandados e prende líderes de facção criminosa na fronteira com a Bolívia

Por redação.

Nas primeiras horas desta quinta-feira, 9, a Força Integrada de Combate ao Crime Organizado (FICCO) no Acre, deflagrou a Operação Policial “Fronteira Fechada II”, para reprimir crimes de integrar organização criminosa e tráfico de drogas praticados por membros de determinada organização criminosa.

Na ação 80 policiais das Polícias Federal, Civil e Militar, cumpriram 28 (vinte e oito) mandados judiciais nas cidades de Plácido de Castro/AC e Rio Branco/AC, bem como no sistema prisional desta capital, dos quais 10 (dez) são de prisão preventiva e 18 (dezoito) de busca e apreensão.

Durante as investigações, que iniciaram em março de 2021, após a deflagração da Operação Fronteira Fechada I, a Força-Tarefa detectou novas lideranças da organização criminosa em atuação na cidade de Plácido de Castro/Ac. Ademais, foi possível identificar que a maior parte dos diversos pontos de comercialização de entorpecentes naquele município são gerenciadas por essa ORCRIM.

WhatsApp_Image_2022-06-09_at_08.23.47.jpeg

Os envolvidos responderão pelos crimes de integrar organização criminosa armada, previsto no Art. 2º, §º 2º, § 4º, inciso I, da Lei n. 12.850/2013, tráfico de drogas e associação para o tráfico, previsto no Art. 33, “caput”, bem como Art. 35 todos da lei 11.343/2006.

A investigação conduzida pela Força-Tarefa de Segurança Pública, composta por Policiais Federais, Civis e Militares, foi denominada de “Fronteira Fechada II” – em alusão a cidade de Plácido de Castro/AC, por ser local estratégico e fronteiriço ao país vizinho, BOLÍVIA, em que reside a maior parte dos investigados.

WhatsApp_Image_2022-06-09_at_08.23.46.jpeg

WhatsApp_Image_2022-06-09_at_08.23.45.jpeg

  • ASCOM Polícia Civil.
error: Alert: O conteúdo está protegido !!