26 C
Juruá
sexta-feira, agosto 19, 2022

Jorge Viana diz que tem carta branca de Lula para decidir pela candidatura ao governo ou senado

Por redação.

O ex-senador e ex-governador Jorge Viana foi convidado do programa Boa Conversa, apresentado no ac24horas, pelo jornalista Marcos Vinícius e os colunistas Astério Moreira e Luis Carlos Moreira Jorge na noite desta sexta-feira, 22.

Apesar de não confirmar se será candidato ao Senado ou ao Governo do Estado, Jorge Viana afirmou que tem carta branca do ex-presidente Lula, líder nas pesquisas para a Presidência da República. “Algumas semanas atrás, nós conversamos e o Lula falou da importância da ajuda que poderíamos dar no Senado, mas na penúltima vez que estivemos juntos ele me disse que eu analisasse e decidisse o que o povo mais quer, aquilo que você pode garantir o mandato. Eu diria que tenho carta branca para tomar uma decisão”, disse Viana.

No bate papo, Jorge Viana voltou a deixar claro que a possibilidade de Márcia Bittar se tornar governadora se Gladson for reeleito o fez repensar a candidatura. “Eu diria que até três semanas atrás minha candidatura ao Senado e ao Governo do Jenilson estavam bem avançadas. Ocorre que as mexidas dos adversários e a escolha do vice do Gladson me fez repensar. Respeito o Márcio que é senador, respeito a ex-esposa dele, mas tenho o direito de pensar diferente. A pessoa que for vice do Gladson pode virar governador sem ter um voto daqui a dois anos se ele decidir se candidatar ao Senado. Lembro do Branquinho, quando nos juntamos para derrotá-lo”, disse Viana ao relembrar da candidatura de Rubem Branquinho ao governo em 1990.

Jorge Viana, apesar de todas as evidências, afirmou que não há desavenças com o deputado estadual Jenilson Leite (PSB), que postula sua candidatura ao governo. “Não há divergência com o Jenilson que já deixou claro que se optarmos pelo governo ele coloca no nome dele para disputar o Senado. O que estou é pedindo à Deus sabedoria para tomar a melhor decisão”, enfatizou.

O petista ainda enalteceu que a perda de aliados por Gladson é “combustível” para uma candidatura ao governo. “Gladson não tem mais esse apoio e isso não se pode negar que é combustível. É um governo que não fez nada, nenhum ramal, nenhuma escola e começa pelo próprio vice que diz que esse é o governo mais corrupto da história”.

  • Fonte: AC24horas.
error: Alert: O conteúdo está protegido !!