33.9 C
Juruá
sexta-feira, agosto 12, 2022

Decreto de emergência fitossanitária no Acre e mais dois estados é prorrogado devido à praga em cacau e cupuaçu

Por g1.

O governo federal decidiu estender, por mais um ano, a emergência fitossanitária relativa ao risco iminente da monilíase, praga que atinge plantações de cacau e cupuaçu nos estados do Acre, Amazonas e Rondônia.

A decisão foi publicada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) no Diário Oficial da União de quarta-feira (3) e mantém a continuação das medidas já estabelecidas na portaria nº 249, de 4 de agosto de 2021.

A cidade de Cruzeiro do Sul, no interior do Acre, registrou o primeiro foco no Brasil de monilíase em julho do ano passado e, desde então, o governo tem tomado algumas medidas para conter o avanço da praga na região e também para outros estados. Declarou quarentena e cortou árvores dessas frutas que tinha focos da praga, chegando a mais de 500 derrubadas durante uma força-tarefa.

Entre as medidas, o Mapa estabelece continuar seguindo o plano emergencial:

  • Identificando as áreas a serem monitoradas com base em dados georreferenciados;
    Fazendo ações de educação fitossanitária específicas para a situação de emergência;
  • ações de monitoramento, supressão e erradicação a serem implementadas nas áreas de foco confirmado; e
  • procedimentos adicionais de biossegurança no trânsito de amêndoas de cacau.
error: Alert: O conteúdo está protegido !!