25.5 C
Juruá
domingo, abril 14, 2024

Casal que aterrorizava escola e moradores é preso no interior do Acre

Por Redação

- Publicidade -


Gerson, monitorado da Justiça que pichou escola junto com a namorada menor de idade, fazendo apologia ao crime fazendo ameaças a moradores e estudantes em Epitaciolândia, foram detidos na tarde desta terça-feira, dia 25 em Epitaciolândia.

Segundo foi informado, através de monitoramento da Polícia Penal, foi possível chegar até Gerson da Silva Gonçalves (23), condenado pela justiça por envolvimento com grupo criminoso, ficando cerca de cinco anos preso em regime fechado, até ganhar o benefício da Justiça recentemente e voltou ao mundo do crime.

O trabalho que levou os policiais civis de Epitaciolândia, com o apoio da Polícia Penal e Polícia Militar através do GIRO, foi possível rastrear Gerson e sua namorada de apenas 15 anos. Outro detalhe que ajudou a investigação, seria as pichações feitas em vários locais, onde os mesmos teriam ‘assinado’, o que ajudou na identificação e localização dos dois.

Com provas do envolvimento do casal, o caso foi encaminhado ao judiciário, que por sua vez, emitiu um mandado de prisão preventiva contra Gerson e sua namorada, sendo conduzidos para a delegacia.

Destaca-se em alguns casos, seria o fato de os apenados terem uma oportunidade perante a Justiça, sendo beneficiados com regime semiaberto ou pelo monitoramento, assim podendo buscar a escola ou trabalhos para sua ressocialização, mas, muitos resolvem voltar para o mundo do crime, tráfico, consumo de entorpecentes, ameaças e envolvimento com grupos criminosos.

Em alguns relatos, alguns monitorados aproveitam do benefício para dizer que vão para a escola estudar, onde passam a fazer ameaças aos professores, alunos e funcionários das instituições, seguido da pratica do tráfico de drogas.

O caso está sendo analisado pela Justiça do Acre.

O Alto Acre

- Publicidade -
Copiar