23 C
Juruá
domingo, abril 21, 2024

Dois são executados e três ficam feridos durante ataques em Rio Branco

Por Redação

- Publicidade -


Rio Branco viveu mais um episódio de terror envolvendo a guerra entre facções na madrugada deste domingo, 30. Em menos de 5 horas duas pessoas foram executadas a tiros e três ficaram feridas durante ataques de membros de organizações criminosas. Os crimes ocorreram nos bairros Taquari, Seis de Agosto e Quinze, todos no Segundo Distrito.

O primeiro ataque de membros de facção aconteceu na rua Padre José, no bairro Taquari. O usuário de drogas Arnaldo Fernandes de Oliveira, de 30 anos, vulgo Ferrugem, foi agredido a golpes de ripa e ferido com um tiro de escopeta em via pública. De acordo com informações da Polícia, “Ferrugem” estava perambulando pela rua quando foi abordado por criminosos que em posse de ripa começaram a agredi-lo nos braços e cabeça. Não satisfeitos, os faccionados ainda efetuaram um tiro de escopeta que atingiu a região do peito de Arnaldo. Mesmo ferido a vítima ainda conseguiu andar até a Via Chico Mendes e caiu. Após ação, os autores do crime fugiram do local. A vítima foi encaminhada ao Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (HUERB) em estado de saúde grave.

O segundo ataque dos criminosos ocorreu na rua Cunha Matos, na Gameleira, no bairro 6 de Agosto. O motorista de aplicativo Rener Silva de Menezes, de 27 anos, foi executado a tiros e mais duas pessoas identificadas como Leonardo Ramon França e Mamed da Silva, ficaram feridos após um ataque de membros de uma organização criminosa.

Segundo informações da polícia, Rener estacionou o seu veículo modelo gol, de cor preta, placa OVG-5H57, na Gameleira, e enquanto conversava com Leandro e Mamed, criminosos não identificados se aproximaram e em posse de armas de fogo efetuaram vários tiros na direção das vítimas. Rener foi atingido com 11 projéteis na região das costas, cabeça, peito e abdômen. O motorista de aplicativo, mesmo ferido, ainda conseguiu correr alguns metros e caiu morto em via pública.

As duas pessoas que estavam com Rener também saíram feridas durante o ataque dos membros da organização criminosa. Leandro foi atingido com um tiro na perna e Mamed com três projéteis na região das costas. Após a ação, os criminosos correram, entraram em um veículo modelo Gol, de cor branca e fugiram.

Duas ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foram acionadas, os Paramédicos prestaram os primeiros atendimentos a Leandro e Mamed e os encaminharam ao Pronto-Socorro de Rio Branco. Leandro deu entrada ao hospital em estado de saúde estável, já Mamed em estado grave e precisou com urgência ir para a sala do centro cirúrgico.

A terceira ocorrência aconteceu na rua Tiradentes, no bairro Quinze. Um homem identificado como Alan Carlos da Silva, de 31 anos, foi morto em via pública com um tiro na cabeça. A vítima, que estava hospedada em um hotel no Segundo Distrito, estava caminhando em via pública, quando percebeu a aproximação de três criminosos em um veículo de cor branca. Alan ao perceber que eles estavam armados, correu até a rua Tiradentes na tentativa de fugir, e por não conhecer bem a região entrou em uma rua sem saída e foi encurralado pelos bandidos. Um dos criminosos em posse de um revólver se aproximou de Alan e efetuou um tiro na cabeça. Após a ação, os criminosos fugiram do local.

Moradores escutaram o disparo da arma de fogo e saíram de suas casas para averiguar o que tinha acontecido e encontraram Alan morto. O corpo foi removido e encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) após perícia.

Os crimes seguem sob investigação dos Agentes de Polícia Civil da Equipe de Pronto Emprego (BEPE) e depois ficarão à disposição da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP).

Com informações Ac24horas

- Publicidade -
Copiar