27.8 C
Juruá
sexta-feira, abril 12, 2024

Em Cruzeiro do Sul, família organiza missa de 10 anos de falecimento do ex-governador Orleir Cameli

Por Redação O Juruá em Tempo.

- Publicidade -

No próximo dia 08 de maio, a família do ex-governador, Orleir Cameli, realizará uma missa em alusão aos seus 10 anos de falecimento. A solenidade acontecerá na Catedral Nossa Senhora da Glória, em Cruzeiro do Sul, a partir das 19h30min.

Orleir Messias Cameli, tio do então governador Gladson Cameli, nasceu em Cruzeiro do Sul (AC) no dia 16 de março de 1949, filho de Marmud Ferreira Cameli e de Marieta Messias Cameli. Ele se afiliou ao Partido Progressista Reformador (PPR), e foi eleito prefeito de Cruzeiro do Sul nas eleições municipais de outubro de 1992.

Já em, 1º de janeiro de 1995, tomou posse como governador do Acre. Em seu governo, Orleir implantou programas sociais e priorizou o transporte público, a educação, cultura, saúde, segurança pública, o meio ambiente, agronegócio e as comunicações, possibilitando assim o crescimento do estado e o impulso à economia regional.

A partir de setembro de 2012, a saúde do político e empresário começou a decair e Orleir passou a enfrentar sérios distúrbios intestinais, acompanhados de constipação, falta de apetite e dores. Durante uma viagem à São Paulo para realizar novos exames, veio o diagnóstico de um tumor no intestino, que foi logo retirado através de uma cirurgia. Após 22 dias, no dia 08 de maio, o ex-governador acreano foi a óbito.

Até hoje o empresário é lembrado com muito carinho por todos que o conheceram. “Uma pessoa audaciosa e positiva. Um cidadão trabalhador, dinâmico, competente e capaz de transformar um simples caminho em uma bela estrada, este foi Orleir Messias Cameli. Ele foi sempre assim: construiu com o trabalho um patrimônio e deixou um legado de exemplo para os netos, filhos e amigos. Casado com Beatriz Barroso Cameli, uma mulher de fibra, que o acompanhou por décadas, lado a lado como um sustentáculo firme em toda a sua trajetória. Filho, pai, esposo e amigo dedicado ao bem comum sem olhar perspectivas de ambição, vaidade e orgulho, nos fazia compreender que todos somos iguais perante o Pai. O considerava uma pessoa audaciosa e positiva, porque conseguiu ser um homem com visão do futuro. Partiu para o outro lado da vida onde todos nós nos encontraremos um dia, não se despediu, apenas deu um adeus breve”, disse Nabiha Bestene.

Por muito tempo, Orleir foi conhecido como o ‘Pai dos Pobres’. “Sei plenamente que seus feitos, suas atitudes, trabalho e determinação são galardão que cristalizaram seu espírito de homem de fé. Considero toda família e o meu amigo jamais será esquecido”, destacou Regina Maia.

O empresário e ex-governador também era muito querido pelos seus funcionários, aqueles que estavam a todo momento ao lado de Orleir. “Falo de uma pessoa que sempre esteve disposto a estender a mão. Sabemos que um bom trabalho só acontece quando se tem uma boa liderança. Orleir sempre foi um homem sério, um bom líder, comprometido, disposto a tender e ajudar nas dificuldades de seus clientes. O que sinto é a saudade de todas as conversas, brincadeiras, sorrisos, problemas e expectativas futuras. E posso dizer que valeu muito a experiência de termos compartilhado momentos que ficarão para vida toda. Só tenho a agradecer imensamente por toda ajuda que me deu durante esses 20 anos”, ressaltou Geraldo Rodrigues de Souza, mestre de obras da Empresa Construtora Colorado Ltda.

A viúva de Orleir, Beatriz Barroso Cameli, acredita que o marido tenha deixado uma marca por todo o seu amor, dedicação, competência e abnegação. “Já se passaram dez anos de sua partida e ainda muita gente tem esperanças de que um novo cidadão com essas características apareça. Sentimos falta e agradeço a todas as pessoas que oferecem esse carinho, para nós é uma grande felicidade”, disse.

Dessa forma, a viúva, irmão, filhos, noras e netos convida a toda a população para participar da Missa de 10 anos de falecimento de Orleir Messias Cameli.

- Publicidade -
Copiar