23.7 C
Juruá
domingo, abril 21, 2024

Procon orienta consumidores sobre má prestação de serviços do mercado de turismo

Por redação.

- Publicidade -

Com o crescimento de reclamações da agência online de viagens Hurb (antiga Hotel Urbano), famosa no país pelos baixos preços oferecidos em seus pacotes de turismo, a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) determinou, na última segunda-feira, 24, a abertura de um processo administrativo sancionador contra a empresa por desrespeito aos direitos dos consumidores que compraram pacotes de viagens com a plataforma.

Camila Lima, diretora-administrativa do Procon/AC, orienta população contra prejuízos. Foto: Ascom/Procon Acre

A empresa citada já apresentava problemas na prestação de serviços desde a pandemia, demonstrando que não conseguiria manter o mesmo padrão de antes. Somente no ano de 2022 a Hurb obteve cerca de 12 mil reclamações, e já no primeiro trimestre de 2023 as reclamações passam de 7 mil, segundo os dados da Senacon. Tais efeitos resultam da má prestação de serviços, como atraso nas restituições de valores, valores não atualizados, dentre outros, o que afronta as leis consumeristas.

Devido ao fato ocorrido em âmbito nacional, o Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor do Acre (Procon/AC) orienta aos consumidores que sentirem-se prejudicados por compras de pacotes turísticos da plataforma, ou por outros fornecedores, que estes procurem os seus direitos, esclarecendo que os mesmos devem obter o devido atendimento e serem ressarcidos, em casos de prejuízos.

Camila Lima, diretora administrativa do Procon/Ac,  em entrevista cedida ao jornal Folha de São Paulo, ressaltou que as empresas devem prestar os esclarecimentos devidos aos consumidores pois o Código de Defesa do Consumidor (CDC) é muito claro no sentido de que a transparência deve ser respeitada e que as promoções devem ser repassadas de forma mais clara possível, para que não haja engano ao consumidor. E quando verificada a impossibilidade da prestação do serviço, a empresa deve devolver o dinheiro de forma atualizada ao consumidor que deve ser ressarcido.

“Nós dos órgãos de defesa do consumidor, brigamos pelo devido esclarecimento, pelo pronto atendimento cordial que todo consumidor deve ter”, explicou Camila.

- Publicidade -
Copiar