25.5 C
Juruá
domingo, abril 14, 2024

Acre: Segurança Pública reduz em 21% os homicídios e em 35% os crimes contra o patrimônio em abril

Por redação.

- Publicidade -

Com o reforço das ações do governo do Estado, por meio da Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), o Acre reduziu os números de ocorrências relacionadas a crimes contra a vida e ao patrimônio, no mês de abril de 2023. Se comparado ao mesmo período do ano passado, as ações representam uma redução de 21% no número de mortes violentas e 35% dos crimes de roubo ou furto denunciados pela população.

Policiamento na área comercial de Rio Branco. Foto: Dhárcules Pinheiro/Sejusp

Os números fazem parte da base de estudos catalogados pela Diretoria de Inteligência e Análise Criminal da Sejusp, no período de 1 à 30 de abril de 2023 e comparando aos números do mesmo período de 2022. Segundo avaliação do secretário da pasta, Coronel José Américo Gaia, a tendência é manter os índices em queda, com as constantes ações de Segurança Pública.

“Os órgãos que compõem o Sistema Integrado de Segurança Pública têm reforçado o policiamento diário nas regiões da capital e também no interior. A tendência é que os números permaneçam em baixa, com a intensificação das ações de fiscalização em locais onde há maior incidência de crimes. Esse reforço nas ações de Segurança Pública é um pedido do governador Gladson Cameli, e neste objetivo temos trabalhado”, destacou o secretário.

Imagem Ilustrativa
Imagem Ilustrativa

Entre as ações de combate ao crime estão as apreensões de quantidades significativas de drogas em todo o estado executadas pelo Grupo Especial de Fronteiras (Gefron), que tem atuação nas principais vias de acesso aos países vizinhos, intensificação de rondas e abordagens policiais entre os bairros onde há maior incidência de crimes, foco nas ações com apreensões de armas de fogo e constantes investigações que terminam na desarticulação de facções criminosas.

“Todas as forças têm atuado em harmonia, unindo esforços e ajudando no combate ao crime em todo o estado. Lembrando que a população também pode ajudar, fazendo denúncias por meio do nosso canal 181, onde é garantido resguardar a fonte e manter o sigilo das informações”, finalizou o cel. Américo Gaia.

Gefron atuando em áreas de conflito. Foto: Dhárcules Pinheiro/Sejusp

As ações também contam com o reforço do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), que tem atuado com eficácia nas operações da força-tarefa, destacada pela Sejusp, para a prevenção e combate aos crimes transfronteiriços, realizando patrulhamento aéreo, direcionado às áreas de maiores conflitos.

Ciopaer fazendo patrulhamento aéreo – Foto: Dhárcules Pinheiro/Asscom Sejusp
- Publicidade -
Copiar