24.1 C
Juruá
sábado, abril 20, 2024

Acre tem a terceira maior taxa de gravidez entre meninas de 10 a 14 anos

Por redação.

- Publicidade -

Um levantamento realizado pelo Gênero e Número revela que o Acre está entre os estados com maior taxa de fecundidade entre meninas de 10 a 14 anos no Brasil. O estado de Roraima lidera o ranking, seguidos por Amazonas, Acre, Pará e Amapá.

A taxa é calculada a partir de dados do Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (Sinasc), do Ministério da Saúde, e da Projeção de População (IBGE).

Entre 2017 e 2021, o Acre teve uma redução de 6% na taxa de fecundidade entre as meninas dessa faixa etária.

Como é feito levantamento

“A taxa de fecundidade de meninas com idade entre 10 e 14 anos foi calculada a partir do número de nascimentos registrados pelo Sistema de Informações sobre de Nascidos Vivos (Sinasc), entre 2017 e 2021, cujas mães são da mesma faixa etária, multiplicado por mil, dividido pelo número de meninas com essa idade na população da UF, segundo a projeção de população do IBGE para 2019 (meio do período) e, por fim, dividido por 5, para obtenção de uma taxa média do período”, explica o site Gênero e Número.

“Habitualmente, a taxa de fecundidade total é calculada com base no número de nascimentos ocorridos entre mulheres em idade reprodutiva (15 a 49 anos), em um determinado recorte geográfico e ano. Divide-se esse total de nascimentos, registrado para cada faixa etária quinquenal de idade da mãe ao nascimento, pelo total da população feminina na mesma faixa etária e, por fim, soma-se as taxas específicas de cada grupo, obtendo-se o número médio de filhos nascidos vivos por mulher, ou grupo de mil mulheres, naquele local e período de referência”, acrescenta.

  • Fonte: ContilNet.
- Publicidade -
Copiar