22.8 C
Juruá
domingo, abril 21, 2024

Acreana bolsonarista envolvida nos atos antidemocráticos vira ré após denúncia da PGR

Por redação.

- Publicidade -

O Supremo Tribunal Federal (STF) aceitou a denúncia oferecida pela Procuradoria-Geral da República (PGR) e tornou ré a empresária acreana Michela Batista Lacerda, de 42 anos, envolvida nos atos antidemocráticos do dia 8 de janeiro.

A mais alta corte da República recebeu mais de 130 denúncias contra acusados de envolvimento nas manifestações que depredaram patrimônio público em Brasília, em protesto contra a derrota de Jair Bolsonaro (PL) nas Eleições presidenciais de 2022.

Por maioria dos votos, os ministros acataram o pedido da PGR, que traz indícios da participação, nos atos, dos bolsonaristas denunciados. Com isso, provas serão coletadas e testemunhas serão ouvidas para, depois, os casos irem a julgamento pelo próprio STF.

Apenas os ministros Nunes Marques e André Mendonça, ambos indicados pelo ex-presidente Bolsonaro, votaram contra o julgamento dos acusados pelo STF, sob argumento de não haver prerrogativa da corte para tal.

Nas eleições de 2018, Michele, a acreana denunciada, foi candidata a deputada federal pelo PSL, legenda do então presidenciável Bolsonaro. Durante a campanha, ela chegou a postar uma foto com o ex-presidente.

- Publicidade -
Copiar