24.1 C
Juruá
sexta-feira, abril 19, 2024

Desmatamento na Amazônia Legal tem redução de 72% em abril

Por redação.

- Publicidade -

O Sistema de Alertas de Desmatamento (SAD) do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) detectou 336 quilômetros quadrados de desmatamento na Amazônia Legal em abril deste ano, uma redução de 72% em relação a abril de 2022, quando o desmatamento somou 1.197 quilômetros quadrados.

Os dados se assemelham com os do Sistema Deter-B do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), divulgados há cinco dias, apontando que o desmatamento na Floresta Amazônica caiu 68% em abril quando comparado ao mesmo período de 2022, a menor taxa dos últimos três anos.

Os percentuais de desmatamento detectados em abril de 2023 pelo SAD do Imazon nos estados da Amazônia Legal ficaram assim: Amazonas (27%), Pará (24%), Mato Grosso (21%), Rondônia (16%), Roraima (6%), Maranhão (4%), Acre (1%) e Tocantins (1%).

As florestas degradadas na Amazônia Legal somaram 7 quilômetros quadrados em abril de 2023, o que representa uma redução de 93% em relação a abril de 2022, quando a degradação detectada foi de 103 quilômetros quadrados. Em abril de 2023 a degradação foi detectada em Roraima (58%), Maranhão (14%), Mato Grosso (14%) e Pará (14%).

Geografia do desmatamento

Em abril de 2023, a maioria (83%) do desmatamento ocorreu em áreas privadas ou sob diversos estágios de posse. O restante do desmatamento foi registrado em Assentamentos (13%), Unidades de Conservação (3%) e Terras Indígenas (1%).

  • Por Leônidas Badaró, do AC24horas.
- Publicidade -
Copiar