24.1 C
Juruá
sábado, abril 20, 2024

Energia furtada no Acre seria capaz de abastecer por três meses Cruzeiro do Sul

Por Assessoria.

- Publicidade -

Ao longo de 2022, a Energisa realizou ações de combate a furtos de energia. Ao longo desse período, quase 12,5 mil ligações irregulares foram identificadas, entre residências e comércios das cidades da área de concessão da distribuidora no Acre. Com a energia recuperada seria suficiente para abastecer o município de Cruzeiro do Sul por três meses.

Somente nos primeiros quatro meses de 2023, foram registradas mais de 2,5 mil ocorrências nesse sentido. Se comparado ao mesmo período do ano passado, os dados apontam uma redução de 38% nas ocorrências.

“Quando os furtos são combatidos e a energia é recuperada, esses valores poderão ser investidos em obras de manutenção e ampliação da rede elétrica. Por outro lado, a prática prejudica todos, especialmente aqueles que não furtam energia, já que os famosos ‘gatos de energia’ impactam na qualidade e segurança de quem paga corretamente pela energia”, alerta o gerente de medição e combate a perdas, Andre Klein.

A Energisa realizou ao longo de 2022 a inspeção em 61.903 clientes. Além disso, foram realizadas quase 19,5 mil ações de regularização e blindagens.

De maneira regular, as ações de combate ao furto de energia como inspeções em imóveis residenciais e estabelecimentos comerciais, análises de histórico de consumo e denúncias são realizadas.

Nessas ações, este ano, já foram recolhidos 3.430 kg de sucata de cabos. Ao longo de todo o ano passado foram 6.435 kg de sucata recolhida pelas equipes da Energisa.

“Temos o compromisso de distribuir energia com qualidade e segurança para os nossos clientes e isso também passa pela redução das irregularidades. A população sabe que o combate ao furto de energia é um dever de todos, já que uma parcela desse furto é repassada na tarifa de energia elétrica, por esse motivo denuncie as irregularidades em nossos canais de atendimento da Energisa”, reforça Andre.

Sobre esse trabalho realizado há cinco anos desde que a Energisa chegou ao Acre, Andre avalia que tem percebido que a população tem maior consciência sobre o furto de energia.

“Temos percebido uma maior conscientização e mudança de comportamento da população com relação a fraudes e furtos de energia. Essa percepção vem sendo refletida na redução do indicador de perda não técnica, que já reduziu 3 pontos percentuais desde 2021”, destaca.

Riscos à segurança

Os furtos de energia, o popular “gato” e ligações improvisadas de energia, põem em risco a segurança da população, já que os desvios não atendem aos padrões de fornecimento, podendo ocasionar o rompimento de cabos, curtos-circuitos e até mesmo incêndios.

“Quaisquer intervenções na rede elétrica representam um risco à segurança, pois geralmente são feitas por quem não tem conhecimento técnico, podendo ocasionar um choque elétrico, um incêndio e ou até um acidente fatal. O risco também pode se estender à população circunvizinha, além de onerar os clientes que pagam a conta de energia em dia”, destaca Andre. O Descomplicador também dá algumas dicas: confira aqui.

Denúncias

Caso suspeite desse tipo de prática, o cliente pode denunciar de forma anônima. A denúncia pode ser feita pelo Call Center 0800 647 7196 (ligação gratuita), na Gisa (www.gisa.energisa.com.br), agência virtual (https://www.energisa.com.br) e nas agências de atendimento.

- Publicidade -
Copiar