24.9 C
Juruá
sexta-feira, abril 19, 2024

Estado assina ordem de serviço da construção do primeiro Tanque de Mergulho do Acre

Por Agência de Notícias do Acre.

- Publicidade -

Tendo o objetivo de melhorar a infraestrutura de segurança para melhor servir a população acreana, a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública do Acre (Sejusp), assinou na manhã desta quinta-feira, 4, a ordem de serviço de construção do primeiro Tanque de Mergulho do Estado para o Corpo de Bombeiros Militar do Acre (CBMAC).

Sejusp assinou na manhã desta quinta-feira, 4, a ordem de serviço de construção do primeiro Tanque de Mergulho do Estado. Foto: Dhárcules Pinheiro/Sejusp

A reunião aconteceu na sede da Secretaria de Segurança, com o secretário de Segurança Pública, coronel José Américo Gaia, que destacou que a obra vai começar de imediato, sendo uma construção rápida, entregue em aproximadamente três meses.

“É uma atividade de grande importância para o treinamento dos profissionais do Corpo de Bombeiros, como também das outras forças que compõem o Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp), ainda mais porque muitas das atividades que são desempenhadas no Acre são em meios aquáticos. Então, essa construção vai dar condições para tornar o profissional do corpo de bombeiros mais capacitado para atender a sociedade acreana”, disse Gaia.

Secretário de Segurança Pública, coronel José Américo Gaia com o comandante geral do CBMAC, coronel Charles Souza. Foto: Dhárcules Pinheiro/Sejusp

O comandante-geral do CBM/AC, coronel Charles Souza, explica que a construção do tanque é uma necessidade devido às inúmeras ocorrências de mergulho que atendem para busca de bens nos principais rios do estado, nos períodos chuvosos, época em que os produtores encontram grande dificuldades no escoamento de seus produtos, já que as estradas ficam em condições difíceis, havendo um aumento no trânsito aquático, como rota alternativa.

“As condições de mergulho na região são tidas como as mais difíceis do país, devido à falta de visibilidade das águas, que carregam grande quantidade de sedimentos, tornando-as turvas. A manutenção de equipes de mergulho capacitadas periodicamente garante a continuidade do serviço público prestado à sociedade”, colocou.

Ilustração da planta do Tanque de Mergulho. Foto: Dhárcules Pinheiro/Sejusp

O primeiro tanque de mergulho, custará mais de R$ 1 milhão e contará com recursos provenientes do Plano de Valorização dos Profissionais de Segurança Pública, de 2020, além do Plano de Aplicação: Fortalecimento das Instituições de Segurança Pública, no âmbito da Política Nacional de Segurança Pública e Defesa Social (PNSPDS).

- Publicidade -
Copiar