25.6 C
Juruá
terça-feira, abril 23, 2024

Família de acreana morta a facadas na Bolívia diz que marido era ‘muito ciumento’

Por redação.

- Publicidade -

A família da acreana natural de Brasileia, Janaína Menezes da Costa, de 32 anos, que foi assassinada com vários golpes de faca dentro de casa pelo marido, diz que o homem tinha muito ciúmes da vítima. O crime ocorreu nesse sábado (6) na cidade boliviana de Cobija, onde o casal morava.

O g1 conversou com a tia da vítima, Pedriana Lima da Silva que contou que Janaína morava com o marido e os três filhos em Cobija. Segundo ela, a sobrinha foi morta com cerca de cinco facadas na região do pescoço.

Os filhos da vítima estavam dormindo em casa quando aconteceu o crime. A informação é que o marido de Janaína está internado em um hospital da Bolívia, sob custódia, porque se feriu após cometer o crime. O corpo dela está sendo velado na casa da mãe, que também mora em Cobija e vai ser sepultado às 17h na cidade boliviana.

“Ele está no hospital universitário Roberto Galindo em Cobija, pois tentou suicídio após o ato. Eles tinham três filhos menores. Ela foi ferida por cerca de cinco vezes na região do pescoço, segundo o médico forense de Cobija. Estavam juntos, ele era muito ciumento. E segundo dizem, ela tinha pedido para separar, mas não tenho certeza. O ciúme, isso ele tinha muito”, disse a tia.

O Ministério Público boliviano disse que o marido de Janaína, que tem 38 anos, procurou a polícia para confessar o crime. As autoridades acreditam que a vítima tenha sido morta após uma discussão. O suspeito responderá por feminicídio, de acordo com as autoridades locais.

A prefeitura de Brasileia publicou nota lamentando a morte de Janaína, afirmando que ela foi vítima de feminicídio. “Sua memória jamais será esquecida entre seus amigos e familiares. Que Deus conforte a família e amigos neste momento de dor, e que as boas lembranças sempre ilustrem nossos pensamentos. Descanse em paz.”

  • Fonte: g1 AC
- Publicidade -
Copiar