23.7 C
Juruá
quarta-feira, abril 17, 2024

FEM promove oitivas com vários segmentos culturais para execução da Lei Paulo Gustavo no Juruá

Por Emilly Vitória.

- Publicidade -

A promoção cultural é importante para a formação pessoal, moral, intelectual e social de cada cidadão. Para cumprir esse dever do Estado, o governo do Acre, por meio da Fundação Elias Mansour (FEM), encerrou nesta quarta-feira, 17, no Teatro dos Náuas, em Cruzeiro do Sul, três dias de oitivas com a participação de integrantes de vários segmentos culturais da região do Juruá.

O debate visa promover o diálogo sobre todas as pautas referentes à execução da Lei Paulo Gustavo, que está destinando R$ 22 milhões para o Acre, e os protagonistas são os artistas, que puderam explanar as suas ideias. É importante o momento das oitivas, pois é a partir delas que o Estado desenvolverá seu plano de ação.

Cordolino Mota, coordenador da Fundação Elias Mansour em Cruzeiro do Sul. Foto: Diego Silva/Secom

O coordenador da FEM em Cruzeiro do Sul, Cordolino Mota, disse estar otimista com as oitivas, visto que o montante abrangerá todos os fazedores de cultura, mesmo que a maior parte do recurso seja para o audiovisual.

“A gente torce para que apareçam projetos bons, bem elaborados, e que o Juruá tenha muitos aprovados; torcemos também para que a execução seja um sucesso. A Cultura aqui em Cruzeiro do Sul é muito pungente e o Teatro dos Nauas é um palco para essas atividades”, afirmou.

Diego Negreiros, chefe do Departamento de Políticas Culturais da FEM. Foto: Diego Silva/Secom

Diego Negreiros, chefe do Departamento de Políticas Culturais da FEM, explicou que o primeiro dia das oitivas foi voltado para o setor do audiovisual, que receberá mais de 70% do recurso. O segundo foi direcionado à “maioria minorizada” – mulheres, comunidade LGBTQIA+, povos originários, afro-descentes e outros – e a última noite para as demais linguagens culturais.

“O processo agora é de sugestões, estamos ouvindo para trabalhar a parte de elaboração dos editais e abrir para as pessoas que fazem cultura aqui no Juruá poderem propor seus projetos e receber recursos que ficarão aqui mesmo”, explicou Diego.

Além dos artistas de Cruzeiro do Sul, estiveram presentes representantes da cultura de Marechal Thaumaturgo, Porto Walter, Rodrigues Alves e Mâncio Lima.

A Lei Paulo Gustavo (lei complementar nº 195, de 8 de julho de 2022) dispõe sobre ações emergenciais destinadas ao setor cultural a serem adotadas em decorrência dos efeitos econômicos e sociais da pandemia da covid-19.

- Publicidade -
Copiar