24.6 C
Juruá
terça-feira, abril 23, 2024

Hospital Regional do Juruá realiza mutirão de cirurgias ortopédicas

Por redação.

- Publicidade -

“O sentimento de inutilidade fazia parte da minha vida. Até mesmo dormindo, o meu joelho saía do lugar, e eu despertava angustiado e cheio de dores”. As palavras de Tauan Negreiros Figueiredo foram ditas horas depois dele passar por cirurgia ortopédica, que reconstruiu os ligamentos de um dos seus joelhos.

O procedimento trouxe a certeza da chegada de uma vida nova ao cruzeirense de 34 anos. “Com os movimentos recuperados, voltarei a praticar esportes e realizar outras atividades físicas. Isso me deixa sem palavras para descrever a minha gratidão”, declarou.

A espera pela cirurgia se encerrou para 18 pacientes da região do Juruá. Foto: cedida

Francisco Santos Barroso também convivia com o mesmo problema de saúde, mas a intervenção médica pôs fim ao sofrimento do jovem de 28 anos. “Às vezes, meu joelho torcia do nada. Redobrei os cuidados, mas, apesar disso, o problema se repetia até mesmo quando eu trabalhava. Agora, estou virando uma página da minha história”, proferiu.

As cirurgias foram realizadas no Hospital Regional do Juruá (HRJ), em Cruzeiro do Sul. A ação do governo do Estado, por meio da Secretaria de Saúde (Sesacre), teve início no dia 29 de abril e se encerrou nesta quarta-feira, 3, beneficiando um total de 18 pacientes.

A equipe que realizou os procedimentos é composta pelos médicos especialistas Daniel Oliveira e Roly Pardo, que são certificados pela Sociedade Brasileira de Cirurgias do Joelho (SBCJ). Foto: cedida

“Essa é a 2ª edição do mutirão de cirurgias artroscópicas de joelho que realizamos na região para atender uma demanda constante. Nosso objetivo é suprir a necessidade, por isso vamos seguir trabalhando de forma regular”, informou o ortopedista Daniel Oliveira.

Diani Carvalho, coordenadora regional da Sesacre, fala da oferta do serviço, que antes se centralizava na capital Rio Branco. “A espera pelo procedimento, que durava em média cinco anos, reduziu drasticamente, melhorando a qualidade de vida dessas pessoas. Deixar os serviços de Saúde acessíveis aos acreanos é um dos nossos objetivos nos próximos anos. Para isso, seguimos focados em reestruturar as regionais, com especialistas e equipamentos”, ratificou a gestora.

Diani Carvalho: “Trabalhamos para deixar os serviços de Saúde bem pertinho dos acreanos”. Foto: Marcos Santos/Secom
- Publicidade -
Copiar