24.1 C
Juruá
sexta-feira, abril 19, 2024

Macaxeira perde quase R$1 bilhão de valor de produção no Acre

Por redação.

- Publicidade -

A macaxeira está perdendo valor de produção no Acre. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento estimava, em 2017, Valor Bruto de Produção (VBP) de mais de R$ 1,4 bilhão para a mandioca e a projeção para 2023 é de R$421,6 milhões -cerca de R$980 milhões a menos em seis anos.

A área plantada vem diminuindo, eram 48,2 mil hectares em 2011 e hoje são 23 mil hectares. Como consequência a produção caiu e a produtividade desceu de 29 para 23 toneladas por hectare.

Terras esgotadas, falta de tecnologia, política de fomento e outros fatores estão reduzindo área, produção e produtividade -e o VBP da macaxeira despenca.

De acordo com Judson Valentin, pesquisador da Embrapa e coordenador da Câmara Técnica do Agronegócio do Fórum de Desenvolvimento Econômico do Acre, a farinha de mandioca é fonte de alimento e renda da produção familiar junto com a pecuária de cria.

A reportagem encaminhou questão para o secretário de Produção do Acre, Luiz Tchê. Se respondida, será incorporada ao texto.

Apesar de tudo, o VBP da macaxeira é o segundo maior entre todos os produtos agropecuários do Acre, perdendo apenas para a criação de boi, que em 2023 deve passar de R$1,5 bilhão.

Em 22 de agosto de 2017 uma publicação do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) concedeu o selo de Indicação Geográfica para a farinha de Cruzeiro do Sul, um feito e tanto que tornou o Acre o 1º com essa outorga para farinha de mandioca.

Agora, segundo especialistas, é necessário consolidar a IG para garantir a farinha de Cruzeiro do Sul no mercado.

  • Por Edmilson Ferreira, do AC24horas.
- Publicidade -
Copiar