23 C
Juruá
domingo, abril 21, 2024

No interior do Acre, reeducandos atualizam redes sociais de dentro do presídio

Por redação.

- Publicidade -

A Lei de Execuções Penais (LEP) proíbe expressamente a utilização celulares, sem a devida autorização judicial, por parte dos reeducandos. Uma das metas do legislador é, justamente, evitar que crimes sejam ordenados de dentro dos presídios.

Em Sena Madureira, particularmente, há certo rigor na entrada do presídio Evaristo de Moraes e uma fiscalização intensa para tentar evitar que os aparelhos cheguem às mãos dos apenados. Porém, apesar de todo o esforço empreendido, os infratores vez por outra acabam driblando a fiscalização. Foi exatamente isso o que ocorreu recentemente em que alguns reeducandos foram pegos com celulares dentro do presídio.

De acordo com Jair Silva, diretor da unidade, a equipe de plantão detectou quem tinha detento atualizando perfil nas redes sociais (Facebook, Whatsapp e Instagram). Com isso, rapidamente foram tomadas as providências e os homens foram identificados. Eles estão cumprindo pena no bloco 7 do presídio. “Em razão do ocorrido, foram levados para sanção disciplinar e responderão pelo ato”, confirmou.

Alguns dos celulares apreendidos são digitais, o que possibilita o acesso a internet e, por consequência, às redes sociais.

 

Com informações Contilnet

- Publicidade -
Copiar