25.8 C
Juruá
quarta-feira, abril 17, 2024

PF investigado por morte de filha recém-nascida deve voltar ao quadro de servidores após decisão da Justiça

Por redação.

- Publicidade -

A Justiça Federal determinou a reintegração do agente de 2ª classe Dheymersonn Cavalcante Gracino dos Santos aos quadros da Polícia Federal (PF). Dheymerson havia sido demitido, depois de ser acusado pela morte da filha de 2 meses, em maio de 2019, no Acre.

Dheymersonn foi preso em Maceió (AL), sua cidade natal, no novembro de 2019. A demissão da PF aconteceu em 2020.

O agente e a mãe dele, Maria Gorete Cavalcante, suspeita de participação no caso, foram indiciados por homicídio qualificado. As investigações apontaram que a filha de Dheymersonn havia sido asfixiada.

Em fevereiro deste ano, no entanto, a Justiça do Acre decidiu que não havia provas para condenar Dheymersonn e sua mãe pelo crime. Eles foram impronunciados e não foram a julgamento.

Com a decisão judicial, Dheymersonn, que foi aposentado da PF por invalidez permanente em 2022, volta aos quadros da PF. Ele deverá receber aposentadoria proporcional ao salário de R$ 12.522,50.

Por Metrópoles

- Publicidade -
Copiar