24.9 C
Juruá
sexta-feira, abril 19, 2024

Polícia abre inquérito e tenta prender homem que assumiu ter “ficado” com menina

Por Redação

- Publicidade -


O delegado Alberto Dalacosta, da Delegacia Especial de Proteção à Criança e Adolescente (DEPCA), já instaurou inquérito policial para apurar o estupro de uma menina de 11 anos, ocorrido na região do Conjunto Esperança, nesta semana.

Paralelamente investigadores da especializada realizam buscas em vários pontos da cidade na tentativa de localizar o homem identificado por Gabriel, que teria 18 anos, que assumiu publicamente, através de um vídeo exibido nas redes sociais, ter abusado da criança. Ele foi inclusive filmado ao ser encurralado por moradores que o deixaram fugir.

De acordo com as investigações, moradores teriam visto quando a menina entrou na casa onde Gabriel mora e saiu mais de uma hora depois. Alguns deles aguardaram o rapaz sair do imóvel para encurralá-lo no meio da rua e saber o que havia ocorrido.

Encostado em um muro e sendo filmado por um dos moradores, ele confessou que realmente vinha tendo relacionamento íntimo e mantendo relações sexuais com a menor, e fez questão de afirmar que tudo era feito com o consentimento dela.

Ao saber do ocorrido, a mãe da garota procurou a DEPCA onde fez o registro de estupro de vulnerável. Dalacosta, responsável pelo inquérito, quer apurar o fato, mas mantém o caso de estupro de vulnerável em sigilo absoluto. Sabe-se que a vítima já foi submetida ao exame de conjunção carnal, e que até hoje o acusado não tinha sido localizado e preso.

- Publicidade -
Copiar