25.8 C
Juruá
quarta-feira, abril 17, 2024

Policial penal é preso por tentar atropelar ex-mulher após ela descobrir traição

Por redação.

- Publicidade -

O policial penal Amaury Silva de Almeida está preso preventivamente por violência doméstica desde a última quarta-feira, 3. Ele é suspeito de tentar atropelar a ex-mulher quando ela saía do trabalho, em Rio Branco, no dia 29 de abril.

O servidor público está detido na Unidade Prisional 4 (UP4), em Senador Guiomard, interior do estado. O Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC) disse que foi aberto um processo administrativo dentro da corregedoria para a apuração dos fatos.

Conforme o processo, o policial foi denunciado pela ex-mulher após jogar o carro para cima dela. A vítima relatou à polícia que decidiu se separar de Amaury de Almeida após descobrir uma traição dele no dia 28 de abril.

Ela pediu para o policial sair de casa, mas ele teria se negado. No dia 29, a vítima teria começado a receber ameaças do ex-companheiro. Por volta das 22h, quando estava saindo do trabalho, a mulher foi surpreendida por um carro indo em sua direção.

A mulher diz ter reconhecido que era o policial no volante e conseguiu desviar do veículo. Contudo, o servidor público pegou outro percurso e avançou novamente em direção à vítima, que foi atingida no lado esquerdo e caiu no chão.

Ainda segundo o processo, com o impacto, o carro do servidor público ainda bateu em um muro. A mulher chamou a polícia e o servidor fugiu. O ex-casal estava junto há quatro anos.

O caso foi denunciado na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), que representou pela prisão preventiva do suspeito. O pedido foi aceito pelo juiz de direito Francisco das Chagas Vilela Júnior.

O juiz deferiu também a quebra do sigilo telefônico do suspeito. Além disso, a Justiça deferiu o pedido formulado pela Polícia Civil para fazer uma busca e apreensão na casa do policial.

Portal G1 Acre

- Publicidade -
Copiar