31.9 C
Juruá
segunda-feira, maio 20, 2024

45% dos acreanos adultos estão com o nome sujo, diz Serasa

Por redação.

- Publicidade -

Nos dois últimos anos, o Acre caiu no ranking de inadimplência, mas encerra o primeiro semestre de 2023 com 45,19% da população adulta com alguma dívida e o nome negativado na Serasa.

Em janeiro, o Acre era o 10º no ranking nacional da inadimplência, mas chegou a abril, segundo os últimos dados disponibilizados pela Serasa Experian, em 12.º lugar, seguindo a trajetória iniciada ainda durante a pandemia da Covid-19 ao dar os primeiros passos para sair das primeiras colocações nesse ranqueamento. Em janeiro, 44.60% dos acreanos adultos estavam inadimplentes.

Assim, a redução entre janeiro e abril é de 0,59%. Ao mesmo tempo, ainda segundo a Serasa, a recuperação do crédito cresce no Estado.

O levantamento de abril de 2023, realizado pela Serasa, indica que o Brasil conta com 71,44 milhões de pessoas em situação de inadimplência. O crescimento foi de 732 mil novos inadimplentes em relação ao mês anterior. Ou seja: o cenário nacional é bem diferente do Acre.

As faixas etárias com as maiores fatias da população com nome restrito são de 24 a 40 anos e 41 a 60 anos, cada uma delas representando 34,8% do total dos inadimplentes. A faixa etária acima de 60 anos representa 18,0%.

  • Fonte: AC24horas.
- Publicidade -
Copiar