32 C
Juruá
domingo, abril 14, 2024

Abate de suínos e bovinos cresce no Acre, mostra IBGE

Por Redação

- Publicidade -


O abate de bovinos no Acre teve uma alta de 33,3% no primeiro trimestre de 2023 em comparação com o mesmo período no ano passado. Os dados, da Estatística da Produção Pecuária, foram divulgados na terça-feira (6) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Conforme o levantamento, o estado acreano registrou o abate de 96.185 bovinos entre janeiro a março deste ano, sendo que no 1º trimestre de 2022 foram 72.174, ou seja, 24.011 cabeças abatidas a mais.

Na comparação com o último trimestre do ano de 2022, entre outubro e dezembro, o abate de bovinos no Acre no trimestre encerrado em março de 2023 teve uma alta de 15,5%, ou 12,9 mil cabeças. Segundo os dados, o estado registrou o abate de 83.241 cabeças no 4º trimestre.

O estado acreano seguiu a tendência nacional, uma vez que 19 das 27 unidades da federação tiveram alta no abate de bovinos no 1º trimestre de 2023 em relação ao mesmo período do ano anterior. Segundo o estudo, o Acre ficou entre os estados brasileiros que tiveram os aumentos mais significativos.

Abate de suínos

No abate de suínos, o Acre também registrou alta de 12,9% no primeiro trimestre deste ano na comparação com o mesmo período em 2022. Conforme os dados, foram abatidos 15.477 suínos entre janeiro e março de 2023, e no ano anterior tinham sido 13.713, ou seja, mais de 1,7 cabeças a mais.

Houve ainda um leve aumento de 2,5%, ou 382 cabeças, na comparação com o 4º trimestre de 2022, quando foram abatidas 15.095 cabeças de suínos.

Com informações G1 Acre

- Publicidade -
Copiar